segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pernas e espetos

A querida Eid reinou sozinha no primeiro churrasco da Regiana. Dizem que foi superlegal (as fotos confirmam). Em um dos flagrantes fotográficos, a rainha Eid, com um sorriso-monalisa, aprecia tudo por baixo das mesas e das cadeiras (na certa, esperando os nacos de carne choverem).


quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

E agora?

Sempre morei com meus tios, mesmo no tempo em que meus pais eram vivos. Minha mãe foi-se há mais de 20 anos e meu pai morreu no ano passado. Por conta disso, convivi com duas casas: a da minha tia e a da minha mãe (meus pais se separam quando eu, sexto filho, nasci).

Aos domingos, na casa da minha mãe, o almoço era mais tarde e mais gostoso: minha mãe tinha tempo e gostava de cozinhar (apesar de ter menos recursos que minha tia). Minha tia tinha menos tempo e menor disposição: normalmente improvisava na cozinha. Ficava bom -- aliás, muito bom. Tanto que até hoje, apesar de todo arsenal de receitas à minha disposição, geralmente eu improviso quando estou à frente do fogão, seguindo o exemplo dela.

O final da noite de domingo nas duas casas também era diferente. Em Pinheiros, onde eu morava com minha tia, era o Programa Silvio Santos. No Ferreira, bairro da minha mãe, era o Fantástico (o show da vida). Durante o dia, contudo, era sempre igual: Programa Silvio Santos.

A atração televisiva conduzida pelo empresário Senor Abravanel não era apenas um programa: era uma maratona dominical que começava às 11 horas da manhã com um programa infanto-juvenil (Domingo no Parque) e terminava às 22 horas com o Show de Calouros.

Os programas dentro do domingo seguiam ao longo do dia com diversas participações, mas apenas uma coisa em comum: sempre Silvio Santos  na frente do palco.

Contudo, havia outro ponto em comum nas quase dez horas da atração. Alguém que ficava atrás do palco, no que aprendi, desde cedo, a conhecer como os "bastidores". Palavra difícil para uma criança, mas que fazia parte do dia-a-dia de alguém que ficava pelos menos 5 horas diárias diante da TV.

Hoje em dia eu passo meses inteiros sem apertar o botão "liga" dos meus dois televisores (um presente da chefe e outro empréstimo de um amigo). Às vezes, uso a menor, do quarto, como abajur (um luxo: abajur com controle remoto) para não tropeçar na escuridão da noite rumo ao banheiro aliviador das emergências hídricas noturnas.

Hoje, surpreso e esquecido da real possibilidade, descobri que o Lombardi havia morrido. Sem alarde, discreto como ele sempre fora. Morreu em casa, durante o sono.

Então, de repente, lembrei-me da carcaça de frango com batata ao molho que minha mãe fazia na grande panela de pressão. Do feijão fresquinho, do arroz branquinho e do refresco em pó misturado com água gelada. De repente, lembrei-me do almoço em casa, em Pinheiros, às vezes um frango assado de padaria e uma garrafa de vidro de coca-cola. Almoço que tia Hilda preparava às pressas (principalmente se houvesse visitas).

Não me lembrei do Lombardi: eu não o conhecia, como, aliás, milhões de pessoas. Mas lembrei-me de sua voz jovial, sorridente. A voz dele tinha sorriso. Eu mesmo, às vezes, atendo ao telefone sorrindo, pois aprendi que o interlocutor pode perceber nosso sorriso na voz. Aprendi e aceitei porque me lembrava da voz sorridente do Lombardi.

"É com você Lombardi".

Eu sempre achei que ele fosse magro, como Michael Jackson. Narigudo. Queixo para frente. Então as fotos dele finalmente apareceram: nada disso. Meio baixinho, barrigudinho. Tarde demais para conhecer alguém, no dia da sua morte.

Até ontem, se eu quisesse fazer um mergulho no passado e me esquecer que o tempo moveu-se assustadoramente, eu poderia colocar frango na panela, deixar o cheirinho subir junto com o vapor, ligar a TV e, sem prestar muita atenção, ver as imagens e ouvir o som.

Talvez, lá no fundinho, misturada com a gargalhada do apresentador e com o sorriso do locutor, eu ouvisse minha mãe dizendo que estava pronta a comida, que eu saísse de frente da TV e fosse comer. E então eu comeria a comida da minha mãe de novo. E inocente, como jamais voltarei a ser, ficaria feliz com esta coisa simples da vida que é um almoço de domingo.

Jorge de Lima (Sampa)

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Conselhos úteis

Ao que parece, o texto foi escrito por uma tal de Regina Brett, 90 anos de idade, em The Plain Dealer, Cleveland, Ohio (Estados Unidos). Compartilho aqui, pois achei-os (quase todos) muito interessantes.

To celebrate growing older, I once wrote the 45 lessons life taught me.

Para celebrar o meu envelhecimento, certo dia eu escrevi as 45 lições que a vida me ensinou. 

1. Life isn't fair, but it's still good.    

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.  


2. When in doubt, just take the next small step.  

2. Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo -- pequeno .


3. Life is too short to waste time hating anyone.  

3. A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.  


4. Your job won't take care of you when you are sick. Your friends and parents will. Stay in touch.  

4. Seu trabalho não cuidará de você quando você ficar doente. Seus amigos e familiares cuidarão. Permaneça em contato.  

5. Pay off your credit cards every month.  

5. Pague [em dia] teus cartões de crédito.  


6. You don't have to win every argument. Agree to disagree.  

6. Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.


7. Cry with someone. It's more healing than crying alone.  

7. Chore com alguém. Cura melhor do que chorar sozinho.  


8. It's OK to get angry with God. He can take it.  

8. É bom ficar bravo com Deus. Ele pode suportar isso.  


9. Save for retirement starting with your first paycheck.  

9. Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.
 

10. When it comes to chocolate, resistance is futile.  

10. Quanto a chocolate, é inútil resistir.  


11. Make peace with your past so it won't screw up the present.  

11. Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.  


12. It's OK to let your children see you cry.  

12. É bom deixar suas crianças verem que você chora.  


13. Don't compare your life to others. You have no idea what their journey is all about.  

13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que é a jornada deles.  


14. If a relationship has to be a secret, you shouldn't be in it.  

14. Se um relacionamento tiver que ser um segredo, você não deveria entrar nele.  


15. Everything can change in the blink of an eye. But don't worry; God never blinks. 

15. Tudo pode mudar num piscar de olhos. Mas não se preocupe: Deus nunca pisca.  

16. Take a deep breath. It calms the mind.  

16. Respire fundo. Isso acalma a mente.  


17. Get rid of anything that isn't useful, beautiful or joyful.  

17. Livre-se de qualquer coisa que não seja útil, bonito ou alegre.  


18. Whatever doesn't kill you really does make you stronger.  

18. Qualquer coisa que não o matar o tornará realmente mais forte.  


19. It's never too late to have a happy childhood. But the second one is up to you and no one else.  

19. Nunca é muito tarde para ter uma infância feliz. Mas a segunda vez é por sua conta e ninguém mais.  


20. When it comes to going after what you love in life, don't take no for an answer.  

20. Quando se trata do que você ama na vida, não aceite um não como resposta.  


21. Burn the candles, use the nice sheets, wear the fancy lingerie. Don't save it for a special occasion. Today is special.  

21. Acenda as velas, use os lençóis bonitos, use lingerie chique.  Não guarde isto para uma ocasião especial. Hoje é especial.  


22. Over prepare, then go with the flow.  

22. Prepare-se mais do que o necessário, depois siga com o fluxo.  


23. Be eccentric now. Don't wait for old age to wear purple.  

23. Seja excêntrico agora. Não espere pela velhice para vestir
 roxo.        

24. The most important sex organ is the brain.  

24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.  


25. No one is in charge of your happiness but you.  

25. Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você.  


26. Frame every so-called disaster with these words 'In five years, will this matter?'  

26. Enquadre todos os assim chamados “desastres” com estas palavras 'Em cinco anos, isto importará?'.  


27. Always choose life.  

27. Sempre escolha a vida.  


28. Forgive everyone everything.  

28. Perdoe tudo de todo mundo.  

29. What other people think of you is none of your business.  

29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.    


30. Time heals almost everything. Give time to time.  

30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo.  


31. However good or bad a situation is, it will change.  

31. Não importa quão boa ou ruim é uma situação, ela mudará.  


32. Don't take yourself so seriously. No one else does.  

32. Não se leve muito a sério. Ninguém faz isso.  


33. Believe in miracles.  

33. Acredite em milagres.  


34. God loves you because of who God is, not because of anything you did or didn't do.  

34. Deus ama você porque ele é Deus, não por causa de qualquer coisa que você fez ou não fez.  

35. Don't audit life. Show up and make the most of it now.  

35. Não faça auditoria na vida. Destaque-se e aproveite-a ao máximo agora.  


36. Growing old beats the alternative -- dying young.  

36. Envelhecer ganha da alternativa -- morrer jovem.  


37. Your children get only one childhood.  

37. Suas crianças têm apenas uma infância.  


38. All that truly matters in the end is that you loved.  

38. Tudo que verdadeiramente importa no final é que você amou.  


39. Get outside every day. Miracles are waiting everywhere.  

39. Saia de casa todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os lugares.  


40. If we all threw our problems in a pile and saw everyone else's, we'd grab ours back.  

40. Se todos nós colocássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos todos os outros como eles são, nós pegaríamos  nossos mesmos problemas de volta.

41. Envy is a waste of time. You already have all you need.  

41. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.  

42. The best is yet to come.  

42. O melhor ainda está por vir.  


43. No matter how you feel, get up, dress up and show up.  

43. Não importa como você se sente, levante-se, vista-se bem e apareça.  


44. Yield.  

44. Produza!


45. Life isn't tied with a bow, but it's still a gift.  

45. A vida não está amarrada com um laço, mas ainda é um presente.   


Fonte: Flavia Liz - Unique in SP flavializ@uniqueinsp.com

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Que fria!




Cientistas localizam iceberg antártico próximo de ilha australiana


da Folha Online, em Sydney (Austrália)

Um grupo de cientistas australianos anunciou nesta quinta-feira (12) o descobrimento de um iceberg de 500 metros de comprimento a cerca de oito quilômetros da ilha de Macquarie, situada entre a Austrália e a Antártida.

O investigador da Divisão Australiana da Antártida Neal Young afirmou que outros iceberg foram levados em direção ao norte pelas correntes oceânicas, mas nunca tinham se aproximado tanto da ilha, onde as águas são mais quentes.

Young indicou que o bloco de gelo, de cerca de 50 metros de altura, faz parte provavelmente de outros icebergs maiores que se desprenderam da crosta antártica entre 2000 e 2002.

O iceberg foi localizado na parte norte da ilha, localizada a cerca de 1.500 quilômetros ao sul da região australiana da Tasmânia.

Os cientistas opinam que a massa de gelo se romperá e se derreterá rapidamente em sua ascensão em direção ao norte.

Fonte:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ambiente/ult10007u651469.shtml

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Matheus

Deus acabou de liberar, da Sua maravilhosa máquina de produzir preciosidades, mais uma linda aquisição para o planeta Terra. Atende pelo nome de Matheus e já está fazendo um grande sucesso com a mulherada. Prova deste sucesso com o público feminino é a foto abaixo, na qual aparece no colo de uma linda PhD em farmácia. Imagina quando ele estiver com 18 anos... Meninas, preparem-se: o Matheus chegou!


Matheus e a mamãe-coruja Marina

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

O Ano Passado

Eu acho que a música O Ano Passado, de Roberto e Erasmo Carlos, é um hino da causa ecológica (e escrito bem antes da ecologia entrar na moda).

O Ano Passado

Composição: Roberto Carlos / Erasmo Carlos

O ouro no ano passado subiu sem parar
Os gritos na bolsa falaram de outros valores
Corpos estranhos no ar
Silenciosos voadores
Quem sabe olhando o futuro do ano passado
O mar quase morre de sede no ano passado
Os rios ficaram doentes com tanto veneno
Diante da economia
Quem pensa em ecologia
Se o dólar é verde é mais forte que o verde que havia
O que será o futuro que hoje se faz
A natureza as crianças e os animais ?
Quantas baleias queriam nadar como antes
Quem inventou o fuzil de matar elefantes ?
Quem padeceu de insônia
Com a sorte da Amazônia
Na lei do machado o mais forte do ano passado
Não adianta soprar a fumaça do ar
As chaminés do progresso não podem parar
Quem sabe um museu no futuro
Vai guardar em lugar seguro
Um pouco de ar puro reliquia do ano passado
O que será o futuro que hoje se faz
A natureza as crianças e os animais ?
Os campos risonhos um dia tiveram mais flores
E os bosques tiveram mais vida e até mais amores
Quem briga com a natureza
Envenena a própria mesa
Contra a força de Deus não existe defesa
O que será o futuro que hoje se faz
A natureza as crianças e os animais
O que será o futuro que hoje se faz

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Pluralidade

A Grande Família

Meu antigo terapeuta e eu estamos organizando a formação de um grupo para ler e discutir textos relativos à homossexualidade. A proposta é algo que possa ser partilhado por gays e não-gays – e não a de fazermos mais uma espécie de dinâmica de grupo. Como de praxe, assumi a “secretaria” da atividade, propondo-me a articular as pessoas e prospectar os textos.

Pensando que seria muito complicado começar os trabalhos com livros, pois demandam tempo de leitura e isso poderia ser um desestimulador inicial, optei por artigos: textos mais concisos e fáceis de serem distribuídos. Assim, minha busca começou pelo Google Acadêmico, que disponibiliza gratuitamente textos publicados em periódicos brasileiros e estrangeiros. Para a palavra-chave “homossexualidade” a pesquisa encontrou uma quantidade astronômica de referências. Entre tantas, e em sintonia com nossa charmosa editora, chamou minha atenção as muitas indicações para os temas “família homossexual” e “direito de família homossexual”.

Já li algumas coisas e constatei que, por conta do impasse legislativo, o direito homossexual está sendo gestado nos tribunais, através de jurisprudência. Os juízes, respaldados pelo poder de decidir diante da realidade, têm construído um arcabouço legal que, aos poucos, está fazendo o serviço dos nobres legisladores, a ponto de um jurista ter afirmado que os atuais projetos em discussão pelos políticos já estão obsoletos. Exemplos são os casos de homens e mulheres gays que estabelecem uniões estáveis, sem que isso esteja na lei, e que adotam crianças, formando verdadeiras famílias.

Famílias que fogem do padrão tradicional – se é que ainda existam ”famílias tradicionais”. Aliás, nesse sentido, a comunidade homossexual tem participado ativamente da grande transformação social em curso no mundo, pela qual as noções de "família" certamente serão revistas.

Eu, contudo, não tenho amigos gays interessados em adotar crianças. Mas tenho amigos gays que são pais muito dedicados a seus filhos – morando ou não com eles. E sou testemunha de relações muito positivas entre esses jovens e seus pais diferenciados.

Vejo, entretanto, um ponto no qual o tema "família homossexual" ainda esbarra: os gays são entendidos, pelas pessoas mais reacionárias e preconceituosas, como más influências; portanto, incapazes de serem bons pais e boas influências. Daí o perigo que essas pessoas enxergam na adoção e na paternidade gays: fantasiam que essas crianças serão gays desajustados.

Até aqui, nenhuma novidade, apenas mais do mesmo: o puro e infeliz preconceito.

O que me espanta é que também os pais gays tenham essa preocupação sexual, mesmo que não assumida, mas perfeitamente perceptível no alívio da descoberta do filho, por exemplo, com uma revista Playboy nas mãos ou da filha com enormes pôsteres de rapazes na porta do quarto. “Ufa: ele não é”. Percebo isso também na mídia: a preocupação com a sexualidade dos filhos está em filmes, que assisti e recomendo, como A Gaiola das Loucas (1978) ou Essa Estranha Atração (1988), além de muitos outros. Uma preocupação que certamente discutiremos em nosso grupo de estudos.

...

Pais e professores gays não precisam, e não devem, se preocupar com a possível influência da própria sexualidade sobre seus filhos ou seus alunos. Podem, sim, colaborar positivamente para transmitir noções saudáveis desta forma de sexualidade, para que mitos e tabus sejam apagados.

Só para lembrar: 90% dos adultos são heterossexuais e isso nem estimula nem desestimula um jovem gay a ser o que ele é: gay.

Jorge Alves de Lima
joralima@usp.br
originalmente publicado no http://jornalaene.blogspot.com/

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Vende-se Apartamento na Bela Vista (São Paulo) - 135 mil

Estou vendendo meu apartamento na Bela Vista para, se Deus quiser, comprar uma casa em algum lugar de São Paulo perto de alguma estação do Metrô. Quero ter um cachorro, plantar um pé de amoras e comprar um piano (não piano de calda, é claro).

Eis os dados do imóvel à venda: tem 48 metros quadrados, fica no segundo andar, a cota de condomínio é de 299 reais (parece valor de promoção mas é verdade). São quatro apartamentos por andar, sem garagem. O apê fica milimetricamente atrás do Teatro Sérgio Cardoso, no coração do Bixiga (bem próximo de três estações do Metrô: São Joaquim, na linha azul, Anhagabau, na linha vermelha, e Brigadeiro, na linha verde -- e próximo da futura estação Mackenzie da linha amarela).

Quem comprar certamente será tão feliz quanto sou: um lugar perto de tudo: supermercados 24 horas (Extra Brigadeiro, Pão de Açúcar Pedroso e Econ Bela Vista), outros 3 supermercados comuns (recomendo o Futuruma), mais de 15 teatros no entorno, 3 shopping-centers (Paulista, Top Center e Frei Caneca). O apê fica a três quadras da rua Brigadeiro Luis Antonio.
A oferta inclui minha vizinha, Vitória, do apartamento 22, que é ótima, e o zelador Cosme, que é um coração de pessoas (aliás, por falar em coração, o pobrezinho teve um princípio de infarte na semana passada -- mas volta ao trabalho na próxima sexta-feira).

Estou pedindo 135 mil. Pode ser por financiamento, pois os papéis estão todos em dia. E pode ser permuta também, pois estou procurando uma casa. Para amigos e amigos dos amigos dá para fazer o desconto da taxa de corretagem.

Quem souber de (ou estiver) interessado, envie um e-mail para mim: joralima@usp.br.

Eis algumas fotos:





É isso ai. Beijão para todo mundo.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Primeiros passos

Mesmo sem saber andar direito, a pequena Letícia deu seus primeiros e importantes passos em direção à vida, sendo recebida, via Igreja Católica Romana, na seara dos cristãos. Titia Cibele testemunhou tudo -- e deve ter tirado um zilhão e quatrocentos milhões de fotos.

Na foto, as duas fofas no evento: Letícia e Cibele (não vou dizer quem é quem: vão ter que adivinhar...).

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Resignação

Resignação

Há virtudes difíceis de serem adquiridas e cujo exercício é pouco compreendido. A resignação é uma delas. (...) Urge reconhecer que nem sempre é possível obter-se o que se deseja. Muitas vezes, nossos sonhos mais caros não se concretizam. Ou então nossa tranquilidade, tão duramente conquistada, é atingida por um infortúnio. Há dificuldades ou contrariedades que podemos vencer, mas algumas vezes, a vida responde a nossos apelos com sombra e dor. Nessas circunstâncias, alguns encontram em seu íntimo forças para resignar-se.

Em face de situações constrangedoras, dolorosas e inalteráveis, a resignação é uma atitude que apenas os bravos conseguem adotar. Trata-se da aquiescência da razão e do coração com um regime severo imposto pela vida. O resignado não é um covarde, mas alguém que compreende a finalidade da existência terrena. O homem nasce na Terra para evoluir, para vencer a si mesmo e amealhar virtudes. Justamente por isso, as dificuldades apresentam-se em seu caminho. Algumas são contornáveis e outras não.

Às vezes, somente poderíamos sair de uma situação triste, prejudicando ou magoando o semelhante. Como ninguém conquista a própria felicidade semeando desgraças, essa opção não é legítima. Frente a um infortúnio inevitável, é necessário acomodar a própria vontade. Impõe-se a consideração de que Deus rege o Universo e jamais se equivoca ou se esquece de algo. (...) Conscientes de nosso papel de aprendizes, convém nos dedicarmos a fazer a lição do momento. Talvez ela não seja a que desejaríamos, mas certamente é a mais adequada às nossas necessidades.

Se a vida nos reclama serenidade em face da dor, aquiesçamos. A rebeldia de nada nos adiantará. A criatura rebelde (...) apenas torna seu aprendizado lento e doloroso. Rapidamente ela se torna cansativa para seus familiares e amigos. Ao fazer sentir por toda parte o peso de seu amargor, infelicita os que a amam.

Resignar-se não significa desistir da luta. Implica apenas reconhecer que a luta interiorizou-se. Quem se resigna enobrece lentamente seu íntimo, ao desenvolver novos propósitos de vida. Tais propósitos não se resumem a um viver róseo. Eles envolvem a percepção e a aceitação de que temos um papel a desempenhar na construção de um mundo melhor. Esse papel pode não coincidir com nossas fantasias. Mas é uma bênção ser um elemento do progresso, mesmo com algum sacrifício. Outras pessoas, mirando-se em nosso exemplo, podem encontrar forças para seguir em frente.

A resignação é uma conquista do espírito que vence suas paixões e atinge a maturidade. Ele consegue manter a alegria e o otimismo, mesmo em condições adversas. Ao enfrentar com tranquila dignidade seus infortúnios, prepara-se para um amanhã venturoso.








Adaptado de Momento de Reflexão - Equipe de Redação do Momento Espírita, com base no capítulo 24 do livro Leis Morais da Vida, do Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Site das gambiarras

O site Limão, do grupo OESP, divulgou um site no qual aparecem fotos de gambiarras: http://thereifixedit.com/. É estrangeiro, mas é bem a nossa cara.

Abraços,

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Jorge no Jornal

Estarei na próxima edição do Jornal oficial dos PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR (PEFE). Abaixo, o link para o post no qual a editora do jornal, Cláudia Cezar, faz um afetuoso anúncio da minha chegada:

http://perfil-esportivo.blogspot.com/2009/08/pefes-que-observam-o-mundo-ao-redor.html


Abração.

Filmes contam conquista da Lua

Filmes contam conquista da Lua pelo homem
MARINA LANG (colaboração para a Folha Online)

"2001 - Uma Odisseia no Espaço" ("2001: A Space Odissey". EUA, 1968)

Stanley Kubrick (1928-1999) abordou a chegada do homem à Lua um ano antes do fato acontecer --sem contar os três anos anteriores em que trabalhou no roteiro, baseado na obra homônima de Arthr C. Clarke. O filme, um clássico da ficção científica, faz dessa viagem o símbolo de uma série de questões evolutivas, tecnológicas e filosóficas a respeito da existência humana. Há cerca de 4 milhões de anos antes de Cristo, um monolito cai na Terra ainda pré-histórica e, muitos anos depois, em 1999, um segundo monolito é descoberto na Lua. Os seres humanos desconfiam que alienígenas observam a existência terrena. A partir daí, uma missão internacional é enviada a Júpiter com o objetivo de descobrir o que eles querem.


"Viagem à Lua" ("Voyage dans la lune". França, 1902)

Uma expedição de cientistas é enviada à Lua. Quando chegam lá, os cientistas encontram habitantes hostis, os Selenitas. Após descobrirem que os inimigos intergalácticos desaparecem facilmente em uma nuvem de fumaça a partir de um simples toque de uma sombrinha, os franceses conseguem escapar e retornar à Terra. Na volta, eles caem no oceano --mas são resgatados e chegam a Paris como heróis.

"Capricorn One" ("Capricorn One". EUA, 1978)

Clássico das teorias da conspiração, o filme vem em uma época na qual as especulações sobre a primeira viagem do homem à Lua estão fervendo. "Capricorn One" aborda a primeira missão tripulada a Marte. Tudo corre bem até os astronautas serem retirados da plataforma de lançamento por agentes do governo e levados a um estúdio de cinema no deserto. Isso porque o veículo espacial tinha um defeito, o que a Nasa não admite. No estúdio, no decorrer de meses, os astronautas são forçados a atuar sobre a jornada, a fim de enganar o mundo para demonstrar que eles efetivamente fizeram a viagem. Um jornalista suspeita da farsa e começa a investigá-la. As cenas usadas no filme são muito similares aos registros do homem na Lua --deixando claro que, caso quisesse, a Nasa poderia "encurtar" a jornada do homem até o satélite natural.

"O Lado Sombrio da Lua" ("The Dark Side of the Moon". EUA, 1990)

A trama se passa no ano de 2022, quando uma misteriosa falha leva os membros de uma missão espacial ao lado sombrio da Lua, enquanto o gás e o oxigênio acabam rapidamente. Quando chegam à face escura do satélite natural, eles descobrem um ônibus espacial da Nasa, dado como desaparecido há tempos, flutuando no espaço. Coisas estranhas começam a acontecer; os astronautas encontram relações entre o lado sombrio da Lua, o Triângulo das Bermudas e o demônio.

"Apollo 13 - Do Desastre ao Triunfo" ("Apollo 13". EUA, 1995)

O elenco estelar do filme, baseado em fatos reais, traz Tom Hanks no auge da carreira --logo após faturar o Oscar de Melhor Ator--, além de Ed Harris e Kevin Bacon. A trama imortalizou o bordão "Houston, we have a problem" ("Houston, nós temos um problema"). Após uma explosão na nave em uma missão corriqueira à Lua, Hanks, no papel do astronauta Jim Novell, relata em primeira pessoa as dificuldades que ele e seus companheiros Frad Haise (Bill Paxton) e Jack Swigert (Kevin Bacon). Empregados da Nasa e do governo norte-americano fazem uma enorme movimentação para trazê-los de volta à Terra.


"A Face Oculta da Lua" ("La face cachée de la lune". Canadá, 2003)

Philippe, estudante de doutorado em ciência, defende sua dissertação sobre narcisismo enquanto base da corrida espacial, logo após a morte de sua mãe. Para reforçar a tese, o estudante pede a aprovação de um cosmonauta russo que está visitando o Canadá --o que leva Phillippe a um enredo permeado por metáforas do espaço e suas descobertas.

"Magnificent Desolation: Walking on the Moon 3D" ("Magnificent Desolation: Walking on the Moon 3D". EUA, 2005)

Documentário produzido e narrado pelo astro Tom Hanks, cujo enredo traz a exploração lunar como uma das coisas mais fantásticas da humanidade. O filme mostra as sete naves que exploraram a rota que leva até o satélite natural, entre os anos de 1969 e 1972.

"Conspiracy Theory: Did We Land on the Moon?" ("Conspiracy Theory: Did We Land on the Moon?". EUA, 2001)

Feito pela Fox, o documentário para televisão coloca céticos analisando as discrepâncias e inconsistências do homem na Lua entre 1969 e 1972. A conclusão é a de que a Nasa forjou as caminhadas lunares. Sobram evidências, de acordo com eles: os problemas físicos inerentes no controle da nave; a falta de estrelas no céu lunar; discrepâncias e similaridades nas sombras e no segundo plano das fotos; bandeira flamejando num ambiente no qual não existe ar etc.

"Moon" ("Moon". EUA, 2009)

O filme, que ainda não estreou no Brasil, conta a história do astronauta Sam Bell (Sam Rockwell), residente de uma base lunar na qual trabalha junto a um computador inteligente para tornar o mundo menos dependente de petróleo. Durante três anos, ele vive privado do contato humano. Após um acidente, ele faz uma viagem sem autorização na superfície lunar, na qual faz uma inesperada descoberta --e que o faz questionar sua sanidade e sua identidade.



Divulgação
Ator Sam Rockwell em cena do filme "Moon", que ainda não tem estreia prevista no Brasil
fonte:

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

É proibido fumar: nem bombeiro pode apagar

Minha amiga Cibele (Cibele.Luz@atento.com.br) informa: SP proíbe cigarros em ambientes fechados de uso coletivo a partir de 07/08/2009.

Perguntas frequentes

1. Bares, restaurantes e lanchonetes
· Onde é permitido fumar?
R: Dentro desses estabelecimentos fica proibido fumar. Não serão mais permitidas áreas para fumantes ou fumódromos. Em mesas na calçada, o cigarro será permitido, desde que a área seja aberta.
2. Ambiente de Trabalho
· Dentro das empresas o "fumódromo" será extinto?
R: Sim. A nova lei que cria ambientes livres de tabaco não autoriza nenhum tipo de fumódromo.
3. Shoppings e praças de alimentação
· Existe algum ambiente interno onde é permitido fumar?
R: Não. Como no caso de bares e restaurantes, não serão permitidos fumódromos.
4. Táxis
· Com as janelas abertas é permitido fumar dentro do Táxi?
R: Não. Fumar fica proibido no interior de táxis e ônibus.
5. Parques
· Fumar em parques será permitido?
R: Fumar será permitido nas áreas ao ar livre dos parques.
6. Hotéis e Pousadas
· É proibido fumar nesses locais?
R: Sim. Em áreas fechadas de uso comum desses locais, como saguões de entrada, corredores e restaurantes, fica proibido fumar. O fumo apenas estará autorizado no interior dos quartos, desde que ocupados pelo hóspede.
7. Dúvidas Gerais
· Essa lei acaba com a liberdade individual de cada pessoa para decidir se quer fumar ou não?
R: Não. A lei não proíbe o cigarro, que segue liberado em áreas ao ar livre ou dentro de casa, por exemplo. Apenas restringe o direito de fumar, para que a saúde de quem não fuma não seja prejudicada.
· Os fumantes poderão ser penalizados?
R: Não. A fiscalização não será feita sobre os fumantes. O alvo da fiscalização serão os estabelecimentos, que deverão cuidar para que os ambientes estejam 100% livres de tabaco.
· A ação da polícia na fiscalização será ostensiva?
R: Não. O responsável pelo estabelecimento que deverá orientar os clientes a não fumar. A polícia só será chamada em último caso.
· Por que os proprietários dos estabelecimentos, e não seus clientes, é que serão fiscalizados?
R: Porque a legislação do consumidor e da vigilância sanitária definem que é obrigação dos donos dos estabelecimentos garantir ambientes saudáveis para seus clientes.
· Por que a lei não prevê áreas exclusivas para fumantes?
R: Porque as áreas para fumantes não impedem que a fumaça do cigarro circule. As pessoas continuam expostas aos males do cigarro, seja em lugares com áreas exclusivas para fumantes, seja em lugares com fumódromos.
· Podem ocorrer demissões em bares e restaurantes?
R: A experiência internacional mostra que, em cidades onde foram adotadas medidas semelhantes, não houve diminuição de empregos em bares e restaurantes. Em alguns casos, houve até aumento.
· Apagar os cigarros no momento da fiscalização será suficiente para que os estabelecimentos não sejam punidos?
Não. Os fiscais estarão atentos a outros sinais, como a presença de cinzeiros nos estabelecimentos, a presença de bitucas de cigarro ou se os estabelecimentos colocaram os cartazes avisando sobre a proibição
· O que acontece com os estabelecimentos que não respeitarem a lei antifumo?
R: Eles receberão multa na primeira vez em que forem flagrados. Na segunda, a multa será dobrada. Em caso de nova reincidência o estabelecimento será interditado por 48 horas e, caso seja flagrado uma quarta vez, a interdição será de um mês.

Acesse o portal da lei para maiores informações: http://www.leiantifumo.sp.gov.br/lei.php

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Corpo e Saúde em Nietzsche, Spinoza e Bergson


Palestra:

Corpo e Saúde em Nietzsche, Spinoza e Bergson

Por Amauri Ferreira


Data: Quinta-feira, 06 de Agosto de 2009

Hora: das 19h às 20h30

Local: Livraria Sobrado. Av. Moema 493, Moema, São Paulo

Evento gratuito.

Confirmar presença pelo tel. (11) 5052-3540

Sobre a palestra:

A palestra irá problematizar o papel do corpo na atualidade ao articular com as idéias de três pensadores: Friedrich Nietzsche (1844-1900), Benedictus de Spinoza (1632-1677) e Henri Bergson (1859-1941). Nietzsche diz que a doença do homem é fisiológica, isto é, quando se submete ao aspecto reativo da existência. Segundo ele, o combate contra esse esgotamento ocorre através do niilismo ativo, que faz perecer tudo o que entrava o crescimento da vontade de potência. Em Spinoza, a repressão que o corpo sofre é a causa do sentimento de tristeza e, no extremo, de melancolia. Ao contrário do corpo impotente, o corpo virtuoso é capaz de aumentar a sua potência de ser afetado e de afetar outros corpos. Já em Bergson, como o corpo humano recebe e transmite movimentos, o intervalo entre a percepção e a resposta efetuada corresponde ao que ele chama de zona de indeterminação, ou seja, à nossa liberdade de criar. A diminuição dessa zona de indeterminação produz um indivíduo que vive praticamente sem experimentação. O contrário ocorre, portanto, em quem suspende a resposta automática, alimentando-se do tempo para que possa haver uma resposta criativa.


Sobre o palestrante:

Amauri Ferreira é filósofo e escritor. Ministra cursos, coordena grupos de estudos e desenvolve pesquisas pela Escola Nômade de Filosofia desde 2006.

Sobre a Escola Nômade:

A Escola Nômade de Filosofia é um movimento de pensamento livre, desvinculado de qualquer institucionalidade, seja de princípio racional, moral ou religioso. É um movimento que apreende o pensar como potência de acontecimento e criação, livre de qualquer fundação pela Forma. Por isso também, em seus movimentos e eventos, promove estudos, pesquisas, criações a partir de ciências e práticas de pensamento que não demandem nenhum referencial formal a priori, seja transcendente ou transcendental à natureza.


Maiores informações no site http://www.escolanomade.org/.

Divulgação: A Filosofia de Spinoza

Curso: A filosofia de Benedictus de Spinoza
Por Amauri Ferreira *

Início: 11 de Agosto de 2009

Data: às terças-feiras, das 20h às 22h

Duração: de 11 de Agosto a 29 de Setembro (8 aulas)

Valor: R$ 220,00 à vista ou 2 cheques de R$ 120,00

Local: Edifício Copan. Av. Ipiranga 200, República, São Paulo

Vagas: 10

Inscrições e informações: pelo e-mail equipe@escolanomade.org ou pelo tel. (11) 9599-2079


Sobre o curso: Através de oito aulas expositivas serão analisados os principais conceitos da obra do filósofo holandês Benedictus de Spinoza (1632-1677). O curso é destinado a universitários, pós-graduandos, profissionais de diferentes áreas e interessados em geral. Não é necessário ter conhecimento em filosofia para participar.


Programa: 11/08: Natureza naturante e natureza naturada. Substância, atributo e modo. Pensamento e extensão. 18/08: Corpo e mente. Afecção e afeto. Imagem, imaginação e memória. As três ilusões da consciência. 25/08: Os três gêneros de conhecimento: imaginário (noções universais), racional (noções comuns) e intuitivo. 01/09: A origem e natureza dos afetos-paixões. Afetos de desejo, alegria, tristeza, amor, ódio, esperança, medo, inveja, ciúme, glória, vergonha, gula, luxúria, ira, vingança e outros. O primeiro gênero de conhecimento. 08/09: A servidão humana e a força dos afetos-paixões. Virtude e impotência. Estado natural e estado civil. 15/09: Afetos-paixões úteis e nocivos. Afetos-ações de alegria e desejo. 22/09: A liberdade humana e a potência do intelecto. O segundo gênero de conhecimento. 29/09: O amor intelectual. Eternidade. O terceiro gênero de conhecimento.



Curso: Matéria e Memória em Bergson

Por Amauri Ferreira *

Início: 13 de Agosto de 2009

Data: às quintas-feiras, das 18h às 19h45

Duração: de 13 de Agosto a 17 de Setembro (6 aulas)

Valor: R$ 210,00 à vista ou 2x R$ 115,00 **

Local: Livraria Sobrado. Av. Moema 493, Moema, São Paulo.

Vagas: 30

Inscrições e informações: na Livraria Sobrado, pelo tel. (11) 5052-3540 ou pelo e-mail equipe@escolanomade.org.


Sobre o curso: Através de seis aulas expositivas, serão analisados os principais conceitos da obra “Matéria e Memória” (1896), do filósofo francês Henri Bergson (1859-1941). O curso é destinado a universitários, pós-graduandos, profissionais de diferentes áreas e interessados em geral. Não é necessário ter conhecimento em filosofia para participar.


Programa: 13/08: Matéria, percepção, lembrança, afecção e cérebro. 20/08: A conservação do passado: hábito e memória. O reconhecimento por movimentos e imagens-lembranças. 27/08: Virtual e atual. Lembrança pura e lembrança imagem. Dilatação e contração da memória. Associação por semelhança e contigüidade. Sonho e alienação. 03/09: Tempo e duração. A intuição como método. Multiplicidades quantitativas e qualitativas. 10/09: Espaço e extensão. Divisão artificial e movimento real. 17/09: Indeterminação e liberdade. Criação artística e virtualidade.




Grupo de estudos Deleuze & Guattari
Por Amauri Ferreira *

Plano de consistência e plano de organização: multiplicidade e significante, imanência e transcendência, rizoma e árvore. Desejo e corpo sem órgãos: fuga e captura, potência e falta. As sínteses do inconsciente: uso legítimo e ilegítimo, molar e molecular. Fluxos de desejo e História universal (selvagens, bárbaros e civilizados): codificação, sobrecodificação e descodificação-axiomatização. Micropolítica. Introdução à esquizoanálise.


Início: 10 de Agosto de 2009

Data: às segundas-feiras, das 19h00 às 20h30

Duração: de 10 de Agosto a 30 de Novembro

Valor: R$ 100,00 mensaisLocal: Av. Moema 170, Moema, São Paulo

Vagas restantes: 1
Inscrições e informações: equipe@escolanomade.org ou (11) 9599-2079



Grupo de estudos Spinoza
Por Amauri Ferreira *
Comentários sobre as partes 3, 4 e 5 do livro Ética

Grupo em andamento
Data: às quartas-feiras, das 20h às 22h

Duração: até Dezembro de 2009Valor: R$ 90,00 mensais

Local: Solaris Psicologia. Rua Joaquim Guarani 559, Brooklin, São Paulo.

Vagas restantes: 3
Inscrições e informações: equipe@escolanomade.org ou (11) 9599-2079




* Amauri Ferreira é filósofo e escritor. Ministra cursos, coordena grupos de estudos e desenvolve pesquisas pela Escola Nômade de Filosofia desde 2006.



segunda-feira, 27 de julho de 2009

Oficina da Palavra

As inscrições para a programação do 2° semestre estarão abertas a partir de 27 de julho. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pessoalmente, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h e sábado das 10 às 13h ou pelo email casamariodeandrade@assaoc.org.br.

Mais informações:Oficina da Palavra - Casa Mário de AndradeRua Lopes Chaves, 546, Barra Fundapróximo ao Metrô Marechal Deodoro(11)3666-5803

A programação está separada por área. Confira:

ARTES CÊNICAS TEATRO PALAVRA EM CENALEITURA DRAMÁTICA DO TEXTO “DOSE DUPLA - ON TIME” E PROCESSO DE CRIAÇÃO - 40 vagas

Trata-se não de uma comédia, mas de um texto humorístico. Na peça em questão, o protagonista vive bem com a mulher Camila e a amante. Mas a sua vida se complica, quando a mulher quer se separar. Ele tenta acalmar a mulher, mas a amante se torna uma aliada de Camila e as duas armam uma situação insustentável para o “herói” da trama.

Elenco: Lígia Cortez, João Carlos Andreazza, Raquel Anastásia e Luís Rossi. Duração 2 horas

Autoria e Coordenação: Valderez Cardoso Gomes - formada em letras, jornalismo e teatro. Destacou-se profissionalmente como dramaturga em trabalhos como Os Lusíadas, direção Marcio Aurélio, produção Ruth Escobar; O Baile, produção Tássia Camargo; O Despertar da Primavera, Macbeth, Rei Lear, Erêndira, direção Ulysses Cruz; Romeu e Julieta, direção Antunes Filho.

2/9 - quarta-feira - 19h45 às 21h45

Público-alvo: interessados em geral

Faixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: primeiros inscritosInscrições: 27/7 a 1/9


WORKSHOP DE FILOSOFIA E TEATRO “KAFKA - CONTOS DE FADAS PARA CABEÇAS DIALÉTICAS” - 15 vagas

A proposta é de abordar textos da obra de Franz Kafka, de grande conteúdo filosófico, através do jogo de leituras dramáticas. Dentre os textos da obra kafkaniana, a opção feita é por alguns dentre os textos-curtos, breves narrativas, Erzählungen, muitas vezes contando com apenas um pequeno parágrafo, de grande densidade cognitiva, tanto que o consagrado filósofo e crítico literário Walter Benjamim, um dos primeiros a reconhecer o valor dessas obras, os denominou de “contos de fada” (Märchen) para cabeças dialéticas. Através do trabalho com esses textos, pretende-se facilitar, por meio de sua vivência pela dramaturgia, uma percepção mais aguçada de questões fundamentais da atualidade, ao fomentar o conhecimento da filosofia, literatura e teatro.

Carga Horária: 15h

Coordenação: Willis Guerra- filósofo, jurista, com experiência de vinte e cinco anos no ensino superior. Atualmente é Professor Titular do Centro de Ciências Jurídicas e Políticas da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e convidado nos cursos de Mestrado e Doutorado em Filosofia do Direito da PUC-SP; e Fabianna Serroni - atriz formada pela PUC-SP, com vasta experiência em direção de atores. Atualmente trabalha com Grupo de Teatro Oficina.

8 a 29/10 - quintas-feiras - 18h45 às 21h45

Público-alvo: interessados na área com conhecimento intermediário em filosofia, teatro ou literatura

Faixa etária: adultos

Seleção: entrevista dia 1/10 - 19h às 21hInscrições: 27/7 a 30/9


PALAVRA EM CENALEITURA DRAMÁTICA DO TEXTO “OS VIVOS E OS MORTOS” E PROCESSO DE CRIAÇÃO - 40 vagas

Na Índia da década de 40, Kadambini sente-se mal após receber uma notícia triste. Cai desfalecida e é dada como morta. Após os rituais devidos é carregada aé o campo de cremação e ponco antes de ser cremada, Kadambini acorda. Os carregadores fogem, menos Scripati que desmaia. Quando acorda, apavora-se pensando que Kadambini voltou à vida para tomar satisfações pelos maus modos dos outros carregadores. Os dois porém, chegam à conclusão de que se ela, apesar de morta ainda se encontra no meio dos vivos, é para resolver algo que a está impedindo de atravessar o rio que separa o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Com esse intuito partem os dois. Ele, movido pela certeza de que os deuses lhe impuseram uma tarefa nobre, ela em busca do perdeu. Elenco: a confirmar.

Duração 2 horas

Autoria e Coordenação: Kiko Marques - participou de inúmeras peças teatrais sob direção de Marco Antônio Braz, com o qual fundou o Grupo “Círculo dos Comediantes”, especialista na obra de Nelson Rodrigues. Nessa época começou uma produção dramaturgia paralela, que já conta com sete textos: a trilogia “Merda!”, “Autor Bom é Autor Morto” e “Crepúsculo”; “Brinquedos Quebrados”, “Os Vivos e os Mortos” e “O Travesseiro”. Trabalhou também como ator nos filmes “Cidade de Deus” e “Carandiru”. Atualmente está em turnê com a peça “A Alma Boa de Setsuan” de Brecht.

14/10 - quarta-feira - 19h30 às 21h30

Público-alvo: interessados em geralFaixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: primeiros inscritos

Inscrições: 27/7 a 13/10

ARTES VISUAIS ARTES PLÁSTICAS WORKSHOP “ILUSTRANDO TEXTOS: UMA INTRODUÇÃO À ANÁLISE LITERÁRIA E INTERPRETAÇÃO GRÁFICA” - 15 vagas

Este projeto tem por fim a discussão e a criação, por parte do participante, de ilustrações para poemas e contos curtos. Para tanto, serão analisados tanto trabalhos de diversos ilustradores, bem como textos pertencentes a esses dois gêneros literários, visando estimular o participante a uma leitura analítica e comprometida com o texto. Ao final da atividade, serão produzidos pequenos livros ilustrados, a partir de textos oferecidos pelas coordenadoras da atividade.

Carga horária: 16 h

Coordenação: Ana Cândida Avelar- doutoranda em Artes pela ECA –USP. Mestre em Literatura Brasileira e Bacharel e Letras pela FFLCH da USP. Foi assistente pedagógica de História da Arte de professores do Museu de Arte Moderna de São Paulo e da ECA-USP, além de escrever sobre artes plásticas para o jornal Folha de São Paulo. Atualmente é assistente de curadoria, pesquisadora da Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais; e Janaina Tokitaka- graduada em artes plásticas com habilitação em gravura pelo Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP; trabalha sistematicamente com ilustração, sendo colaboradora do suplemento infantil “Folhinha” do jornal Folha de São Paulo; ilustrou livros infantis e infanto juvenis para editoras como Cia de Letras, Moderna, FTD, entre outras.

10/9 a 29/10 - quintas-feiras - 19h às 21h

Público-alvo: interessados com conhecimento intermediário na área

Faixa etária: adolescentes e adultos Seleção: carta de interesse e breve currículo com o máximo de 5 linhas

Inscrições: 27/7 a 4/9

CURSO DE HISTÓRIA DA ARTE “A CARICATURA BRASILEIRA NA 1ª REPÚBLICA” - 15 vagas

O projeto consiste em fornecer ao participante uma visão da história da caricatura brasileira na primeira república: artistas e técnicas, temas freqüentes, gírias (uma espécie de “caricatura” oral), alinhados aos acontecimentos políticos e sociais da época. Serão abordados também, recortes da história da caricatura, seu papel atual e como ela é representada ao redor do mundo.

Carga horária: 18h

Coordenação: Mariana Rabay - Graduada em Educação Artística com habilitação em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Pós-graduada em História da Arte pela FAAP. Atualmente ministra aulas de artes em seu ateliê. Realizou diversos workshops e oficinas artísticas; participou de exposições coletivas e individuais.

10 a 26/11 - terças e quintas-feiras - 18h45 às 21h45

Público-alvo: interessados em geral

Faixa etária: adolescentes e adultos Seleção: carta de interesse

Inscrições: 27/7 a 5/11

CINEMA OFICINA DE ROTEIRO PARA CINEMA - 15 vagas

Esta oficina tem como objetivo, levar o participante a refletir sobre o processo de estruturação de uma narrativa, analisando modelos como os de Aristóteles, Syd Field, Michel Chion e Robert Mckee. O participante será convidado e estimulado a criar um roteiro, recriando paradigmas e pesquisando uma linguagem própria no processo de escrita.

Carga Horária: 21h

Coordenação: Ana Paul - formada em Cinema e Vídeo pela ECA/USP, com especialização em roteiro e fotografia para cinema; Fez curso de Roteiro no Centro Sperimentale di Cinematografia, na Itália; Pós graduada em Cinema Documentário na Fundação Getúlio Vargas. Na TV trabalhou no roteiro do seriado Avassaladora, exibido pelos canais FOX e Record, na primeira temporada de um reality show de transformações estéticas femininas, ainda em produção, para a Rede TV, entre outros.

15/9 a 27/10 - terças-feiras - 18h45 às 21h45

Público-alvo: interessados com conhecimento intermediário na áreaFaixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: entrevista dia 8/9 - 19h às 21h

Inscrições: 27/7 a 4/9

LITERATURA OFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA: FUTEBOL, ARTE E O MITO DO HERÓI - 15 vagas

Partindo da leitura e discussão de diversas crônicas e escritos selecionados sobre o futebol, fazer com que os participantes sintam-se estimulados pelo tema e desenvolvam suas próprias criações literárias. Além disso, a apresentação e exposição do mito do herói servirão de apoio teórico para análise e desenvolvimento dos textos. Casa Aluno poderá optar por um estilo de narrativa: crônica, poesia, conto, letras de música ou cenas teatrais.

Carga horária: 24 h

Coordenação: Guilherme Kwasinski -Psicólogo, professor do COGEAE da PUC-SP, músico, escritor e ator. Integrou a banda Karnak nos anos 1990 e hoje é band leader da Guilhermoso Wild Chicken, banda performática da qual também fazem parte André Abujamra, Ricardo Moreno, entre outros.

10/9 a 29/10 - quintas-feiras - 18h45 às 21h45

Público-alvo: interessados na áreaFaixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: entrevista dia 1/9 - 19h às 21h

Inscrições: 27/7 a 31/8

OFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA “O DESAFIO DO ROMANCE” - 15 vagas

Trata-se de um curso de natureza prática que procura apresentar as principais técnicas utilizadas na execução de textos literários de “grande fôlego”, como o romance. O principal objetivo é despertar e estimular a vocação de romancista buscada pelos participantes e compartilhar experiências de maneira decisiva no processo de criação e execução do projeto literário de cada um.

Carga horária: 24h

Coordenação: Roberto Amado - jornalista, editor de publicações corporativas e consultor editorial. Escreveu os romances “Vá à luta” e “Os últimos super-heróis”, publicados pela editora Record; indicado ao prêmio Jabuti em 2000 pelo livro infanto-juvenil “Iakti, o indiozinho”.

8/10 a 26/11 - quintas-feiras - 18h45 às 21h45

Público-alvo: interessados com conhecimento intermediário na áreaFaixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: apresentação de texto literário em prosa de autoria própria com no máximo 2 laudas

Inscrições: 27/7 a 30/9

PALESTRA “CRUZ E SOUZA: LITERATURA E TRANSGRESSÃO”- 40 vagas

Partindo da análise de textos que compõe o volume intitulado “Evocações”, pretende-se nesta palestra, discutir como o poeta catarinense João da Cruz e Sousa operava de forma articulada a idéia de transgressão, a partir do eixo temático formado pela negritude, pela dor e pelo satanismo e suas transmutações dentro de seu universo poético. Duração 2 h.

Palestrante: Cristiano Lima de Araújo ReisProfessor das redes de ensino municipal e estadual há 10 anos. Foi professor do Centro Universitário Hermínio Ometto – UNIARARAS, na área de formação de professores e do SENAC-SP na área de comunicação e expressão. Atualmente, é pesquisador e mestrando da PUC-SP, cuja pesquisa envolve a obra do poeta João da Cruz e Sousa.2

1/10 - quarta-feira - 19h às 21hPúblico-alvo: interessados em geral

Faixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: primeiros inscritosInscrições: 27/7 a 20/10

CICLO DE DEBATES “AS EXPRESSÕES ARTÍSTICAS DO FUTEBOL” -

40 vagas em cada encontroAlém do confronto esportivo o futebol pode ser visto como um campo das emoções e paixões humanas. Grande metáfora do jogo da vida o futebol está inserido nas mais diversas expressões artísticas. O ciclo de debates “Expressões Artísticas do Futebol” tem por objetivo fazer uma reflexão sobre as conexões e influências que o futebol exerce nas artes, mais especificamente na música, no teatro e literatura.Mediação: Guilherme Kwasinski e Manuel da Costa Pinto

5 a 19/11 – quintas-feiras – 19h às 21h5/11 - Futebol e Música: Mauricio Pereira12/11 - Futebol e Teatro: Marco Antonio Braz e Nelson Rodrigues Filho

19/11 - Futebol e Literatura: José Miguel Wisnik

Público-alvo: interessados em geral

Faixa etária: adolescentes e adultos Seleção: primeiros inscritosInscrições: até um dia antes de cada encontro

DIREITO E ARTES PALESTRA “PROPRIEDADE INTELECTUAL E PIRATARIA NO SÉCULO XXI” - 40 vagas

Nesta palestra serão abordados os principais casos de pirataria e plágio ocorridos no Brasil; os prejuízos financeiros e em alguns casos, os riscos à saúde do consumidor que opta pela aquisição de produtos piratas ou outros tipos de fraudes; medidas para combater à pirataria (repressivas, econômicas e educativas).

Duração 2h

Palestrante: Dr. Marcio Gonçalves - advogado graduado pela PUC- SP, Músico graduado pelo Musicians Institute of Califórnia – EUA. Membro da Ordem dos Advogados do Brasil, seção de São Paulo, ex-secretário executivo do Conselho Nacional de combate à pirataria e delitos contra a propriedade intelectual, do Ministério da Justiça.

30/9 - quarta-feira - 19h30 às 21h30

Público-alvo: interessados em geral

Faixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: primeiros inscritos

Inscrições: 27/7 a 29/9

PATRIMÔNIO CULTURAL PALESTRA “A CONSTRUÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL E A EDUCAÇÃO PATRIMONIAL: DISCUSSÕES EM TORNO DA (RE) PRODUÇÃO DE VALORES E SIGNIFICADOS” - 40 vagas

A presente palestra pretende discutir alguns desses aspectos acerca da construção de significados realizada pela definição daquilo que é patrimônio cultural bem como questões referentes à educação patrimonial e seu papel na re-produção e produção desses valores e significados, colocando como questão central tal cenário de enfrentamentos que não deve e não pode ser ignorado em sua atuação.

Duração 2h

Palestrante: Mariana Boghosian Al-Assal -possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). Atualmente é mestranda em História e Fundamentos da Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). Integrou entre 2003 e 2007 a equipe do Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo (CPC-USP). Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em História da Arquitetura e Urbanismo e Patrimônio Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: História da Arquitetura no século XX, gestão do Patrimônio Cultural e Educação Patrimonial.

7/10 - quarta-feira - 19h às 21h

Público-alvo: interessados em geralFaixa etária: adolescentes e adultos

Seleção: primeiros inscritos

Inscrições: 27/7 a 6/10

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Programação Livraria Cultura

A programação Livraria Cultura está ótima: tem para todos os gostos.


Data: 23 de julho, quinta-feira, às 19h00
Tema: Dicas de mercado da career center
Palestrante: Claudia Monari
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 23 de julho, quinta-feira, às 19h00
Tema: A HISTÓRIA DA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA
Palestrante: Augusto Cezar de Almeida Neto
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 23 de julho, quinta-feira, às 19h30
Tema: Apresentação de lançamento do Longman Dictionary of Contemporary English
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: 25 de julho, sábado, às 10h30
Tema: Iscas intelectuais - "Nóis"
Palestrante: Luciano Pires
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 25 de julho, sábado, às 14h00
Tema: Como reconhecer o temperamento de seu filho
Palestrante: sRonaldo Salomão Miguel e Walkyria de Araújo
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 27 de julho, segunda-feira, às 19h30
Tema: Qual é a biblioteca do século XXI
Palestrante: Roberto Procópio
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: 28 de julho, terça-feira, às 19h30
Tema: Globalização e competitividade aplicada à vida
Palestrante: Denise Scucuglia, Fernando Azzi Simões e Mácia Colombani Pavani
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 29 de julho, quarta-feira, às 19h00
Tema: Ôrí
Palestrante: Raquel Gerber, Acácio Almeida e Luis Kinugawa
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 29 de julho, quarta-feira, às 19h30
Tema: HollywoodCEO - "Campo dos sonhos"
Palestrante: Ricardo Jordão Magalhães
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 30 de julho, quinta-feira, às 19h30
Tema: Ciclo sociedades secretas - Origens e confecção de amuletos mágicos
Palestrante: Sérgio Pereira Couto, Gianpaolo Celli e Júlio César Servilha
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: 30 de julho, quinta-feira, às 19h30
Tema: Empreendedorismo corporativo - Como desenvolver o seu potencial
Palestrante: Flávio Lettieri
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 31 de julho, sexta-feira, às 19h00
Fim de expediente
Talk-Show ao vivo com Dan Stulbach, José Godoy e Luiz Gustavo Medina
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 01 de agosto, sábado, às 10h00
Tema: O sujeito na psicanálise de Freud a Lacan
Palestrante: Antonio Godino Cabas
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 01 de agosto, sábado, às 15h00
Tema: Uma aventura no espaço
Palestrante: sIara Jardim, Marcos Calil e Silvana de Menezes
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: 02 de agosto, domingo, às 13h30
Tema: Virada Ambiental
Palestrante: Sociedade Ativa, por um planeta vivo - (s.a planeta vivo)
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 03 de agosto, segunda-feira, às 19h00
Tema: A história das camisas dos 12 maiores times do Brasil
Palestrante: Paulo Gini e Rodolfo Rodrigues
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 04 de agosto, terça-feira, às 20h00
Tema: Resolvendo conflitos - A opção pela paz em organizações e famílias
Palestrante: Arbinger Institute Brasil
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 05 de agosto, quarta-feira, às 19h30
Tema: A goleada de Darwin
Palestrante: Sandro de Souza
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos




Data: Dia 24 de julho de 2009 (sexta-feira) às 19h00
Músico/BandaAline Calixto
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 24 de julho de 2009 (sexta-feira) às 20h00
Músico/BandaTraditional Jazz Band
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 25 de julho de 2009 (sábado) às 18h00
Músico/BandaPaulinho Parada
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: Dia 25 de julho de 2009 (sábado) às 19h00
Músico/BandaBlues Riders
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 25 de julho de 2009 (sábado) às 19h30
Músico/BandaEscola de danças clássicas indianas
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: Dia 25 de julho de 2009 (sábado) às 20h30
Músico/BandaKim Kehl e os Kurandeiros
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 28 de julho de 2009 (terça-feira) às 12h30
Músico/BandaTito Martino Jazz Band
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: Dia 31 de julho de 2009 (sexta-feira) às 20h00
Músico/BandaConjunto Retratos
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 31 de julho de 2009 (sexta-feira) às 20h00
Músico/BandaTraditional Jazz Band
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 1 de agosto de 2009 (sábado) às 18h00
Músico/BandaRichard Ribeiro
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: Dia 1 de agosto de 2009 (sábado) às 18h00
Músico/BandaQueentet Jazz
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos
Seu ingresso para o show é 1kg de alimento não-perecível.



Data: Dia 2 de agosto de 2009 (domingo) às 16h00
Músico/BandaCelso Cardoso
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos




Data: 23 de julho, quinta-feira, às 18h30
Livro: CONFRONTO DE TITÃS
Autor: David M. Glantz e Jonathan M. House
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 23 de julho, quinta-feira, às 19h00
Livro: A HISTÓRIA DA PANIFICAÇÃO BRASILEIRA
Autor: Augusto Cezar de Almeida Neto
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 24 de julho, sexta-feira, às 18h30
Livro: A CASA DA MINHA INFÂNCIA
Autor: Luís Nassif
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 24 de julho, sexta-feira, às 19h00
CDALINE CALIXTO
Autor: Aline Calixto
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: 25 de julho, sábado, às 12h30
Livro: NÓIS
Autor: Luciano Pires
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 27 de julho, segunda-feira, às 18h30
Livro: AVALIAÇÃO NUTRICIONAL - TEORIA E PRÁTICA
Autor: Julio Tirapegui e Sandra Maria Lima Ribeiro
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 29 de julho, quarta-feira, às 18h30
Livro: SOLEDAD NO RECIFE
Autor: Urariano Mota
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 29 de julho, quarta-feira, às 19h00
DVD/VideoÔRÍ
Autor: Raquel Gerber
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 29 de julho, quarta-feira, às 19h00
CD"PELO SABOR DO GESTO"
Autor: Zélia Duncan
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 29 de julho, quarta-feira, às 19h00
Livro: POR QUE SONHAR SE NÃO PARA REALIZAR?
Autor: Rossanne Martins
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 30 de julho, quinta-feira, às 18h00
Livro: O SUPERMERCADO NOSSO DE CADA DIA
Autor: João Fernandes D"Almeida e William Eid
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 30 de julho, quinta-feira, às 18h30
Livro: OS CHINESES
Autor: Cláudia Trevisan
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 01 de agosto, sábado, às 10h00
Livro: O SUJEITO NA PSICANÁLISE DE FREUD A LACAN
Autor: Antonio Godino Cabas
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 01 de agosto, sábado, às 15h00
Livro: UMA AVENTURA NO ESPAÇO
Autor: Iara Jardim, Marcos Calil e Silvana de Menezes
Local: Livraria Cultura Bourbon Shopping Pompéia



Data: 01 de agosto, sábado, às 18h00
CDPORTO
Autor: Richard Ribeiro
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 03 de agosto, segunda-feira, às 18h30
Livro: A VANTAGEM ACADÊMICA DE CUBA
Autor: Martin Carnoy
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 03 de agosto, segunda-feira, às 18h30
Livro: O VENTRE DE OXUM
Autor: Wagner Ribeiro
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 03 de agosto, segunda-feira, às 19h00
Livro: A HISTÓRIA DAS CAMISAS DOS 12 MAIORES TIMES DO BRASIL
Autor: Paulo Gini e Rodolfo Rodrigues
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center



Data: 04 de agosto, terça-feira, às 18h30
Livro: AS TRÊS LEIS DO DESEMPENHO
Autor: Steve Zaffron e Dave Logan
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 04 de agosto, terça-feira, às 18h30
Livro: A PROBLEMÁTICA DA FIXAÇÃO DO VALOR DA REPARAÇÃO POR DANO MORAL
Autor: Fátima Zanetti
Local: Livraria Cultura Conjunto Nacional



Data: 04 de agosto, terça-feira, às 19h00
Livro: TÉCNICA DA CLONAGEM TERAPÊUTICA EM PRÓTESE TOTAL
Autor: Osmar Castro e Tomaz Gomes
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos



Data: 05 de agosto, quarta-feira, às 19h30
Livro: A GOLEADA DE DARWIN
Autor: Sandro de Souza
Local: Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos




Data: De 18 de julho a 1 de agosto de 2009 - Segunda a sábado, das 10h às 22h; Domingos e feriados, das 12h às 20h
Tema: Marcelo Matos - Live Art
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center - Av. Chucri Zaidan, 902 - São Paulo/SP



Data: De 3 a 9 de agosto de 2009 - Segunda a sábado, das 10h às 22h; Domingos e feriados, das 12h às 20h
Tema: Grandes clubes, grandes camisas
Local: Livraria Cultura Market Place Shopping Center - Av. Chucri Zaidan, 902 - São Paulo/SP


Mais informações:
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/index.asp

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Por dentro da geléia

Minha amiga Cibele (Cibele.Luz@atento.com.br) sabe tudo de forno e fogão e nos brindou com as seguintes informações sobre geléia:


Por dentro da geléia

Desde tempos remotos, a conservação dos alimentos sempre foi uma preocupação da humanidade. A técnica utilizada para fazer geléia é um capítulo importante dessa história, pois foi criada para preservar diferentes tipos de fruta. Em geral, as geléias duram até duas semanas se forem armazenadas em vidros hermeticamente fechados na geladeira.

• É possível fazer geléia com pedaços de frutas ou com a polpa batida e passada por uma peneira, para ficar mais transparente.

• Existe geléia de uma infinidade de frutas, mas algumas são melhores por conter maior quantidade de pectina – substância natural que dá consistência à preparação – como maçã, laranja, limão e uva.

• Muitas geléias importadas trazem no rótulo a denominação marmalade – termo criado no século 17, no reinado de Carlos II, na Inglaterra. Conta a história que sua esposa, a rainha portuguesa Catarina Henriqueta de Bragança, por sentir-se solitária, costumava convidar as amigas para tomar chá à tarde, hábito que teria originado o famoso chá das cinco. Nessas ocasiões, ela servia um tipo de geléia de marmelo. Hoje, as marmalades são feitas de frutas cítricas, com a casca.

Geléia de morango

750 g de morango lavado, sem o cabinho2 colheres (sopa) de suco de limão750 g de açúcar Corte os morangos ao meio e coloque-os em uma panela. Junte o suco de limão e o açúcar. Misture e leve ao fogo baixo, mexendo às vezes, ou até o morango soltar líquido. Aumente o fogo e, quando começar a ferver, deixe cozinhar, mexendo às vezes, por mais 15 minutos. Durante o cozimento, retire a espuma que se formar na superfície com uma escumadeira. Verifique o ponto mergulhando uma espátula na geléia, que deverá estar consistente, demorando a escorrer. Retire do fogo, transfira para uma tigela e deixe esfriar. Rende 3 xícaras. Na geladeira, dura até duas semanas.

Geléia de maçã

1,5 kg de maçã vermelha, não muito madura 3 xícaras de água 3 xícaras (540 g) de açúcar 2 colheres (sopa) de suco de limão Retire as duas extremidades das maçãs, sem descascar e sem tirar as sementes. Corte as maçãs em pedaços pequenos e coloque numa panela com a água. Tampe e deixe ferver em fogo alto. Abaixe o fogo e cozinhe por 20 minutos ou até que as maçãs fiquem bem macias. Passe essa mistura por um pano fino, para coar o líquido (desprezando a polpa da maçã). Numa panela, adicione o líquido coado, o açúcar e o suco de limão. Leve ao fogo até atingir o ponto de geléia. Retire a espuma, deixe amornar e transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.

Geléia de laranja

13 laranjas baía cortadas em pedaços 4 xícaras (720 g) de açúcar Casca de 3 laranjas pêra raladas fino Caldo de 1 limão Numa panela, coloque todos os ingredientes. Cozinhe, mexendo de vez em quando, até dar ponto de geléia (Para testar, coloque um pires vazio no freezer por alguns minutos. Retire um pouco da geleia e derrame no pires gelado. Leve novamente ao freezer por dois minutos. Ao inclinar o pires, a geléia não deverá escorrer). Deixe amornar e transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.

Geléia de laranja e maçã

6 maçãs sem casca 3 colheres (sopa) de suco de limão 3 xícaras de açúcar 4 xícaras de suco de laranja pêra (12 laranjas) 1 colher (chá) de essência de baunilha 15 cravos Corte as maçãs em fatias finas. Regue-as com o suco de limão e reserve. Leve ao fogo médio o suco de laranja com o açúcar até ferver. Acrescente a maçã, a essência de baunilha e os cravos. Cozinhe por 45 minutos, mexendo às vezes, até a maçã se desmanchar. Continue cozinhando por mais uma hora ou até a mistura ficar espessa (Coloque algumas gotas num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto). Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.

Geléia de limão

4 xícaras de limões sem semente cortados bem fino 3 litros de água 9 xícaras de açúcar Numa panela, leve ao fogo médio as fatias de limão e a água até ferver. Deixe cozinhar por mais 20 minutos ou até que as fatias de limão estejam macias. Escorra, reservando o líquido e as fatias de limão separadamente. Ao líquido, junte água suficiente até atingir 3 litros. Volte o líquido e as fatias de limão à panela. Acrescente o açúcar. Deixe levantar fervura novamente e cozinhe rapidamente até que obter uma calda grossa (Coloque algumas gotas num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto. Ao inclinar o pires, a geleia não deverá escorrer). Deixe amornar, transfira para potes de vidro esterilizados quentes e tampe bem.

Geléia de pêssego

1 1/2 kg de pêssego 2 laranjas 4 colheres (de sopa) de suco de limão 3 1/2 xícaras de açúcar Descasque os pêssegos, retire o caroço e corte em fatias. Rale a casca das laranjas e retire toda a membrana branca. Corte a polpa da fruta bem fino. Numa panela, leve ao fogo médio o pêssego, a casca e a polpa da laranja, o suco de limão e o açúcar até ferver. Abaixe o fogo e deixe cozinhar, mexendo sempre, por 30 minutos ou até que se forme uma calda grossa e as fatias de pêssego estejam transparentes. Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.

Geléia de abacaxi

1 abacaxi de 1 kg 1 1/2 xícara (270 g) de açúcar 1/4 de xícara de suco de limão 1 colher (sopa) de hortelã picada Descasque o abacaxi e bata a polpa no liquidificador (deve render 3 xícaras de suco). Numa panela, leve ao fogo médio o suco até ferver. Adicione o açúcar e o suco de limão e cozinhe, mexendo sempre, até o açúcar dissolver. Aumente o fogo e cozinhe, mexendo às vezes, por 20 minutos ou até atingir o ponto de geléia (coloque uma pequena porção num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto). Junte a hortelã. Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.

Geléia de goiaba

1 xícara de polpa de goiaba vermelha 1/2 xícara (100 g) de açúcar cristal Passe a polpa com as sementes de goiaba pela peneira. Coloque o suco extraído numa panela média, junto com o açúcar. Leve ao fogo baixo e cozinhe, mexendo de vez em quando, por cerca de 30 minutos, até engrossar (Coloque uma pequena porção num pires e deixe esfriar. Quando estiver denso e não escorrer, estará pronto). Deixe amornar, transfira para potes de vidros esterilizados e tampe bem.

terça-feira, 9 de junho de 2009

Hans Magnus Enzensberger

Este é para quem tem tempo: o Goethe-Institut São Paulo, o Instituto Moreira Salles e a Editora Companhia das Letras promovem encontros com o escritor alemão Hans Magnus Enzensberger

ao que parece, trata-se de um expoente da chamada “geração crítica”, engajada contra o autoritarismo na Alemanha desde a 2ª Guerra até os acontecimentos pós-68. Este escritor, poeta e intelectual alemão Hans Magnus Enzensberger vem a São Paulo para três encontros abertos, gratuitos e com tradução simultânea.

PROGRAMA HANS MAGNUS ENZENSBERGER: POLÍTICA, PENSAMENTO E POESIA

ENCONTRO
O alfabeto da crise: cultura e política em questão
com Hans Magnus Enzensberger e Fernando Gabeira
Moderação: Flávio Moura
12 de junho, sexta, às 19h30
Local: Goethe-Institut São Paulo - Rua Lisboa, 974 - Pinheiros

Segundo consta, Enzensberger publicou recentemente um pequeno “alfabeto pessoal”, em que discorre com argúcia e bom humor sobre os principais termos e personagens do noticiário econômico, em busca do sentido corrente de expressões como “economia real”, “cassino” e “gerenciamento de riscos”, entre outros, e dialoga com Fernando Gabeira a respeito da crise política e cultural.

Também vai haver o lançamento do livro Hammerstein ou A Obstinação (Companhia das Letras) de Hans Magnus Enzensberger
Debate com o autor, Jorge de Almeida e Marcio Seligmann-Silva
15 de junho, segunda, 19h30
Local: Goethe-Institut São Paulo - Rua Lisboa, 974 - Pinheiros

A resenha indica que o autor buscou fontes no mundo inteiro para retratar o destino de Kurt von Hammerstein, chefe do Exército alemão e oponente ao nazismo, de sua mulher e de seus sete filhos. Mesclando poesia e verdade, fatos e ficção em um único livro, Enzensberger retrata um dos mais tempestuosos episódios da história alemã, marcado pela traição e pela resistência. Bem no clima daquele filme Operação Verônica, com o Tom Cruiser.

Uma noite de poesia com Hans Magnus Enzensberger e Antonio Cicero
Comentários de Viviana Bosi
16 de junho, terça, 18h00Local: Anfiteatro de História (FFLCH/USP) Av. Prof. Luciano Gualberto, 315 - Cidade Universitária

Uma seleção de poesias do livro Rebus (Suhrkamp Insel, 2009) de Hans Magnus Enzensberger, será lida pelo autor em alemão e em português pelo poeta e filósfo Antonio Cicero, com comentários de Viviana Bosi (USP)

Mais informações: cultura@saopaulo.goethe.org

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Matilda Lenk, a gata


Matilda é uma gata que mora na Zona Sul de São Paulo. Se Matilda morasse na Zona Sul do Rio de Janeiro, teria o Atlântico como banheira e, talvez, fosse uma exímia nadadora, tal qual foi a nossa querida Maria Lenk.
Na onda da improvisação, Matilda Lenk, digo, Matilda, a gata, ocupa a pia do banheiro da casa da Família Luz. Lugar privilegiado e concorrido, pois há outros cães e gatos zanzando por lá -- e muita gente querendo escovar os dentes... "Ô Matilda, vai demorar ai, meu?".

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Servidão e liberdade do corpo na modernidade

Fiquei sabendo de uma palestra de filosofia que vai rolar ali pelos lados de Perdizes/Pompéia. O cara é fera (além de muito sagaz e inteligente ele é um charme).

O tema da palestra é "Servidão e liberdade do corpo na modernidade", por Amauri Ferreira (amauri@escolanomade.org) e será realizada na próxima sexta-feira (29/05), às 20h, no auditório do Instituto Sedes Sapientiae (Rua Ministro Godoy, 1484, Perdizes, São Paulo).

Mais detalhes no cartaz abaixo.

Departamento Reichiano do Instituto Sedes Sapientiae.


Evento gratuito.


Confirmar presença: 3866 2730 (sedes@sedes.org.br).





segunda-feira, 18 de maio de 2009

Teatro do SESI - O Bailado

Olá.
Meu amigo Tiago Mine está em cartaz com uma peça lá no Teatro do Sesi (Avenida Paulista 1313). GRÁTIS! De quinta a domingo, até 26 de Julho! Mais informações no cartaz abaixo ou com ele (tiagomine@hotmail.com).
Abraços,
Jorge



quinta-feira, 14 de maio de 2009

Av-Sticker-Art

A iniciativa é uma das mais brilhantes que vi. O site Av-Sticker-Art, com visual clean, não concorre "visualmente" com o seu objeto principal. Ponto muito positivo.

Entendo que a formatação do texto precisa ser melhorada e, claro, sempre cabe reescrever alguns trechos.

Creio que o "Manifesto Av-Sticker-Art" precisa ter um pouco mais de profundidade, um pouco mais de histórico, um pouco mais de conceitos e, se possível, referências (nomes de pioneiros).

Opino que seja muito importante que o site não faça apologia à poluição visual das cidades e que também desestimule o vandalismo puro.

É importante que se proponha que as intervenções busquem um sentido dentro da "arte" e não se configure meramente com a destruição do bem comum (ou do bem privado).

É evidente que a arte não deve explicações e que as manifestações de pensamento não carecem de autorização prévia, posto que as descaracterizariam.

Mas no meio social, na sociedade de todos, mundial e acolhedora de todas as vertentes, todos são igualmente chamados a proteger o bem comum, os monumentos históricos, a natureza, a infância, de maneira que todos devem ter um papel responsável frente aos outros (caso contrário, se estaria criando categorias de pessoas nas quais umas têm mais direitos que as outras).

Parabéns aos idealizadores e bom trabalho (pois há muito para ser feito).

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Meu Bixiga - exposição de fotos


Neste domingo teremos uma atividade para lá de especial: uma exposição de fotos do Bixiga. Uma das fotos é do nosso querido Juan. Estaremos lá um pouco antes, para aproveitarmos a apresentação musical que começará às 11 horas. Depois, almoçaremos juntos ali pelo bairro mesmo.
Abração,
Jorge


terça-feira, 5 de maio de 2009

Vasculhando gavetas

Vasculhando gavetas, encontrei este texto, que me foi enviado pela querida Liu:

20 Regras de Vida

1. Faça pausas de 10 minutos a cada 2 horas, no máximo. Pense em você, analisando tuas atitudes.
2. Aprenda a dizer NÃO sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer AGRADAR a todos é apenas um desgaste enorme.
3. Planeje teu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de você.
4. Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez.
5. Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho, em casa, no grupo habitual. Por mais que isso te desagrade, tudo anda sem tua atuação, a não ser você mesmo.
6. Abra mão de ser o responsável pelo prazer dos outros.
7. Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas.
8. Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os, porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.
9. Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.
10. Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias.
11. Família não é você. Está junto de você, compõe o teu mundo, mas não é a tua própria identidade.
12. Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso.
13. É preciso ter sempre alguém por perto em que se possa confiar e falar abertamente.
14. Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca [a oportunidade] de uma saída discreta.
15. Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com isso; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.
16. Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois é ótimo... para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.
17. A rigidez é boa na pedra, não no ser humano. Ao ser humano cabe firmeza.
18. Uma hora de intenso prazer, substitui com folga 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.
19. Não abandone suas três grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé.
20. Entenda de uma vez por todas e definitivamente: você é o que você faz... (e não o que você fala ...).
Teses do pensador russo George Gurdjieff [adaptado]