quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Ponto de vista - prequela


prequela (qüé) 
(pre- + [se]quela)
s. f.
Obra cinematográfica ou literária cuja história ou enredo serve de antecedente a uma já existente.

  » Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: preqüela


  » Grafia em Portugal: prequela

terça-feira, 11 de outubro de 2011

joralimaTEXTO no PagSeguro - Pague revisão de texto no cartão de crédito

Hoje, atendendo às sugestões de uma cliente, criei um cadastro no PagSeguro, do Universo On Line (UOL). Então, já posso receber por cartão de crédito, incluindo a possibilidade de parcelamento. Não é o máximo?
    Catedral de São Paulo - Londres (Inglaterra) - Abril de 2011



Revisão de Texto

Sou Bacharel em Letras (Português) pela FFLCH da USP e Licenciado pela Faculdade de Educação (também da USP). Atualmente, dedico-me a fazer revisão de textos (monografias, dissertações, teses, artigos, livros...), além de orientar na elaboração destes mesmos tipos de textos e prestar consultoria. Então, precisando, é só me chamar: joralima@gmail.com ou joralima@usp.br. Abração. Jorge (aceito pagamentos no cartão de crédito via PagSeguro).

quarta-feira, 29 de junho de 2011

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Filosofia - Spinoza

O poeta e a palavra

O poeta e a palavra

à Banda Rephorma Geral

Rápido, oportuno.
Ninguém nunca se lembra de olhar,
mas ele parece estar ali:
pronto para a palavra,
pronto para a mensagem,
pronto para transmitir um recado para cada coração.

O poeta fast food.
O poeta just in time.
O poeta plug and play.

Porém, a palavra se revolta
-- não se vê prêt-à-porter.
Se rebela, entra em greve, sai de férias.

A palavra se nega ao poeta
como a cortesã que resiste ao cliente.

Eles se atracam, se insultam
-- discutem a relação.
Cobram fidelidade,
amor eterno
-- amizade ao menos.

E nada.

O poeta descobre-se solitário,
sem poderes, sem sinônimos, sem papel
-- mudo, em sua caneta.

Descobre-se lavrador
tendo que minerar cada pequena frase,
escolhendo, entre milhões,
a palavra pedra preciosa do poema.

Precisa cortejá-la novamente,
jurando-lhe renovado amor,
crendo-a única,
incomparável,
insubstituível.

Rara.

Então a palavra lhe sorri, outra vez convencida.
Diminui seu dengo, aquieta-se.
Se apresenta dócil
diante do bardo.

E se faz poesia.

Jorge Alves de Lima
São Paulo, 30/03/2011

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

TIPOS DE VOZ

TIPOS DE VOZ 

A voz nunca deve ser avaliada isoladamente. Devemos considerar também os fatores hereditários, de saúde geral, natureza psicológica, nível socioeconômico e cultural do indivíduo.
 
VOZ ROUCA: é a manisfestação vocal mais comum, de qualidade ruidosa, indica irregularidade de vibração das pregas vocais. A frequência e a intensidade estão diminuidas. Geralmente está relacionada a lesões orgânicas e quadros organofuncionais, como vasodilatação, edema, presença de massa de característica flácida, como nódulos ou pólipos. Voz típica das gripes.

VOZ ÁSPERA: o que chama mais atenção nesta voz é a característica desagradável da emissão. O esforço para falar é visível e existem ataques vocais bruscos. Voz típica de rigidez da mucosa, como nas leucoplasisas, retrações cicatriciais. Existe pouca mucosa à vibração. Pela situação de rigidez, a frequência fundamental é aguda.

VOZ SOPROSA: presença de ar não sonorizado, ruido à fonação. A falta de coaptação das pregas vocais mostra o fluxo contínuo de ar passando pela glote. É típica de intensidade baixa  e frequência grave, mas é compensada com o esforço para reduzir o escape de ar, portanto podemos encontrar forte intensidade. Apresenta-se em quadros de fadiga vocal, disfonias hipocinéticas, paralisíade, prega vocal, entre outros.

VOZ SUSSURRADA: é o extremo da voz soprosa, pela qual nenhuma parte do ar é modulada pela glote. Podemos observar presença de fenda paralela. Mucosa rígida.

VOZ FLUIDA: é um estágio intermediário entre a voz neutra e soprosa. Auditivamente, percebemos uma emissão agradável, com frequência fundamental grave, laringe baixa e amplo movimento de mucosa.  Voz de locução comercial, é encontrada em edema de mucosa.

VOZ GUTURAL: emissão tensa com abafamento de harmônicos, predomínio da ressonância latingofaríngea.

VOZ COMPRIMIDA: contração exagerada que pode envolver vestíbulo laríngeo anteroposterior. A vibração da mucosa é pouco extensa, ataques vocais bruscos estão presentes, alto índice de pressão subglótica. 

VOZ TENSA ESTRANGULADA: pouca quantidade de ar transglótico, quebra de frequência e sonoridade, tensão de todo o trato vocal. A incoordenação pneunofonoarticulatória é evidente.

VOZ BITONAL: caracterizada por dois diferentes sons, com frequência , intensidade e qualidade vocal diversas. Desnivelamento das pregas vocais no plano horizontal, ou de diferença de tensão, massa ou tamanho.

VOZ DIPLOFÔNICA: semelhante à voz bitonal, porém sem desnivelamento das pregas vocais.

VOZ POLIFÔNICA: irregularidade na qualidade vocal, encontra-se rouquidão soprosidade, aspereza, com compromentimento severo na fonte glótica.

VOZ MONÓTONA: caracterizada pela monoaultura, monointensidade, associada a gama tonal, inflexões e tessitura diminuida.

VOZ TREMULA: variações acentuadas de frequencia fundamental, produzindo sensação de instabilidade à emissão.

VOZ PASTOSA: diminuição da ressonância orofaríngea, como se o paciente tivesse uma batata na boca.

VOZ BRANCA OU DESTIMBRADA: diminuição das características melódicas, voz com poucos harmônicos, tom grave e gama tonal restrita. Características de timidez e introversão.

VOZ CREPITANTE: caracterizada por tom grave, pequena intensidade, grande aperiodicidade, e alringe com pregas vocais grossas e encurtadas.

VOZ INFANTILIZADA: tom agudo, elevação da laringe, anteriorização da língua, articulação distorcida.

VOZ FEMINILIZADA: apresenta um tom agudo superior à faixa masculina (entre 149 e 150 hz) e, na tessitura feminina, acima de 150 hz.

VOZ VIRILIZADA: apresenta tom grave, é encontrada em mulheres com grande edemas de prega vocal.

VOZ PRESBIFÔNICA: falta sustentação de frequência, intensidade e qualidade de emissão. Observada em indivíduos idosos, sendo mais comum no sexo masculino.

VOZ HIPERNASAL: uso excessivo da cavidade nasal, também chamado de rinolalia aberta, a produção glótica é normal, neste caso o som é modificado na cavidade de ressonância. Típico de fissuras labiopalatinas.

VOZ HIPONASAL: diminuição do componente nasal, normalmente esperado na fala. Os pacientes com essa característica tendem a substituir as consoantes M - N - NH  por B - D - G ,como quando estamos resfriados. Também chamando de rinolalia fechada. Voz com qualidade abafada e sem riqueza de harmônicos.

VOZ NASAL MISTA: qualidade vocal resultante de insuficiência velar, associada à obstrução nasal.



Informou: marcosmoreno_1984@hotmail.com

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Revisão de Texto

REVISÃO DE TEXTO CONSULTORIA ORIENTAÇÃO REDAÇÃO


Aprendizagem Novo Acordo Ortográfico Cultural Vírgula Teoria Crase Ponto e Vírgula Técnica Foto Aspas C, Ç ou SS Maiúscula Estilo Lousa Idioma Minúscula S ou Z Acento Cabeçalho Til Circunflexo Trema Redação Estilística Coesão Dois Pontos Coerência Objetividade Tese Singular Sinônimo Resenha Gramática Lei Dissertação Autor Escrita Acompanhamento Monografia Significado TGI Ensino Prolixidade Trabalho de Conclusão de Curso Ideia Norma Técnica Figura Computador Tabela Número Preço Justo Fotografia Junto Arquivo Ensinar Texto Margem Formatação Nota de Rodapé Correção Separado Pronome Revisor Página Particípio Poema Graduando Pretérito Portugal Falso Cognato Paginação Compromisso Futuro Português Repetição Gerúndio Língua Organização Tradução Antônimo Corte Preparação Arcaísmo Plural Cartão Verbo Signo Adjetivo Qualidade Brasil Norma Ortografia Escola Exemplo Ortográfica Prova Gramatical Síntese Criar Flexão Verbal Corretor Resumo Exame Parágrafo CNPq Oração Indicativo Metáfora Europeu Frase Imagem Criação TCC Quadro Gênero Flexão Nominal Classe Palavra Tipo Copidesque Leitura Cronograma Poesia Redação Graduação Prosa Narrativa Universidade Descritiva Narração Espaço Lauda Descrição Consultoria Mais Que Perfeito Redator Paciência Sufixo Música Escritor Brasileiro ABNT Teatro Revisão CAPES Pesquisa Adjetivação Redundância Infinitivo Gráfico Infixo Acervo Passado Subjuntivo Educação Resposta Presente Exatidão Estudante Aula Imperfeito Acurácia Estrutura Método Imperativo Universitário Luso Reduzir Americano Artigo Empírico Gerundismo Substantivo Diagramação Professor Prazo Resumir Consenso Doutor Experiência Trabalho Proveito Titular Limpeza Cuidado Detalhismo Mestre Profissional Vogal Poético USP Garantia Questão Acerto Revista Nacional Sabedoria Novo Internacional Adequação Clareza Prefixo Orientação Dígrafo Melhorar Termo Gíria FAPESP X ou Ch Expressão Rigor Sentença Linguagem Impressão Dicionário Ensino Investimento Vocabulário Livro Léxico Rapidez Fonema Aluno MEC Tempo Filologia Erro Consoante Propaganda Linguística Acentuação Tela Paragrafação Ordenação Detalhe Regular Cartaz Sucesso Periódico Carta Pós-Graduação Igual Rascunho Etiqueta Versão Envelope Ofício Reprográfica Reescrever Memorando Relatório Cópia Digitação Reprografia Mensagem Irregular Rótulo Embalagem Vocábulo Aumentar Publicidade Direito Neologismo Chavão Propriedade Senso X ou Z Bula Jargão Morfema Conhecimento Cor Hífen Apoio Cultura Enredo Resultado

joralimaTEXTO Jorge Alves de Lima [bacharel e licenciado – USP]

joralima@usp.br joralima@gmail.com skype joralima

celular (11) 9830 1678 [Vivo] MSN joralima twitter joralima

blogue http://joralimatexto.blogspot.com

Filipenses 4:8

Revisão de Texto


R REVISÃO DE TEXTO ± CONSULTORIA ORIENTAÇÃO REDAÇÃO 


Aprendizagem Novo Acordo Ortográfico Currículo Lattes Vírgula Teoria Crase Ponto e Vírgula Técnica Foto Aspas C Ç ou SS Maiúscula Estilo Lousa Idioma Minúscula S ou Z Acento Cabeçalho Til Circunflexo Trema Redação Estilística Coesão Dois Pontos Coerência Objetividade Tese Singular Sinônimo Resenha Gramática Lei Dissertação Autor Escrita Acompanhamento Monografia Significado TGI Ensino Prolixidade Trabalho de Conclusão de Curso Ideia Norma Técnica Figura Computador Tabela Número Preço Justo Fotografia Junto Arquivo Ensinar Texto Margem Formatação Nota de Rodapé Correção Separado Pronome Revisor Página Particípio Poema Graduando Pretérito Portugal Falso Cognato Paginação Compromisso Futuro Português Repetição Gerúndio Língua Organização Tradução Antônimo Corte Preparação Arcaísmo Plural Cartão Verbo Signo Adjetivo Qualidade Brasil Norma Ortografia Escola Exemplo Chavão Prova Gramatical Síntese Criar Flexão Verbal Corretor Resumo Exame Parágrafo CNPq Oração Indicativo Metáfora Europeu Frase Imagem Criação TCC Quadro Gênero Flexão Nominal Classe Palavra Tipo Copidesque Leitura Cronograma Poesia Redação Graduação Prosa Narrativa Universidade Descritiva Narração Espaço Lauda Descrição Consultoria Mais Que Perfeito Redator Paciência Sufixo Música Escritor Brasileiro ABNT Teatro Revisão CAPES Pesquisa Adjetivação Redundância Infinitivo Gráfico Infixo Acervo Passado Subjuntivo Educação Resposta Presente Exatidão Estudante Aula Imperfeito Acurácia Estrutura Método Imperativo Universitário Luso Reduzir Americano Artigo Empírico Gerundismo Substantivo Diagramação Professor Prazo Resumir Consenso Doutor Experiência Trabalho Proveito Titular Limpeza Cuidado Detalhismo Mestre Profissional Vogal Hífen USP Garantia Questão Acerto Apoio Sabedoria Novo Internacional Adequação Clareza Prefixo Orientação Dígrafo Melhorar Termo Gíria FAPESP X ou Ch Enredo Revista Expressão Rigor Sentença Linguagem Impressão Dicionário Ensino Investimento Vocabulário Livro Léxico Rapidez Fonema Aluno MEC Tempo Filologia Erro Consoante Propaganda Linguística Acentuação Tela Paragrafação Ordenação Detalhe Regular Cartaz Sucesso Periódico Carta Pós-Graduação Igual Rascunho Etiqueta Versão Envelope Ofício Reprográfica Reescrever Memorando Relatório Cópia Digitação Reprografia Mensagem Irregular Antigo Sistema Rótulo Embalagem Vocábulo Senso Publicidade Direito Neologismo Conhecimento X ou Z Bula Jargão Morfema Cultura Cartão de Visita Resultado Ò  Revisão de Texto


 joralimaTEXTO Jorge Alves de Lima  [bacharel e licenciado – USP]


joralima@usp.br
joralima@gmail.com
skype Ò joralima
MSNÒ joralima
twitter Ò joralima
blogue Ò http://joralimatexto.blogspot.com           
celular Ò (11) 9830 1678 [Vivo]
Filipenses 4:8

sábado, 29 de janeiro de 2011

Revisão de Texto



R REVISÃO DE TEXTO ± CONSULTORIA ORIENTAÇÃO REDAÇÃO 


Aprendizagem Novo Acordo Ortográfico Currículo Lattes Vírgula Teoria Crase Ponto e Vírgula Técnica Foto Aspas C Ç ou SS Maiúscula Estilo Lousa Idioma Minúscula S ou Z Acento Cabeçalho Til Circunflexo Trema Redação EstilísticaCoesão Dois Pontos Coerência Objetividade Tese Singular Sinônimo Resenha Gramática Lei Dissertação Autor EscritaAcompanhamento Monografia Significado TGI Ensino Prolixidade Trabalho de Conclusão de Curso Ideia Norma TécnicaFigura Computador Tabela Número Preço Justo Fotografia Junto Arquivo Ensinar Texto Margem Formatação Nota de Rodapé Correção Separado Pronome Revisor Página Particípio Poema Graduando Pretérito Portugal Falso CognatoPaginação Compromisso Futuro Português Repetição Gerúndio Língua Organização Tradução Antônimo CortePreparação Arcaísmo Plural Cartão Verbo Signo Adjetivo Qualidade Brasil Norma Ortografia Escola Exemplo ChavãoProva Gramatical Síntese Criar Flexão Verbal Corretor Resumo Exame Parágrafo CNPq Oração Indicativo MetáforaEuropeu Frase Imagem Criação TCC Quadro Gênero Flexão Nominal Classe Palavra Tipo Copidesque Leitura CronogramaPoesia Redação Graduação Prosa Narrativa Universidade Descritiva Narração Espaço Lauda Descrição Consultoria Mais Que Perfeito Redator Paciência Sufixo Música Escritor Brasileiro ABNT Teatro Revisão CAPES Pesquisa AdjetivaçãoRedundância Infinitivo Gráfico Infixo Acervo Passado Subjuntivo Educação Resposta Presente Exatidão Estudante AulaImperfeito Acurácia Estrutura Método Imperativo Universitário Luso Reduzir Americano Artigo Empírico GerundismoSubstantivo Diagramação Professor Prazo Resumir Consenso Doutor Experiência Trabalho Proveito Titular LimpezaCuidado Detalhismo Mestre Profissional Vogal Hífen USP Garantia Questão Acerto Apoio Sabedoria Novo InternacionalAdequação Clareza Prefixo Orientação Dígrafo Melhorar Termo Gíria FAPESP X ou Ch Enredo Revista Expressão RigorSentença Linguagem Impressão Dicionário Ensino Investimento Vocabulário Livro Léxico Rapidez Fonema Aluno MECTempo Filologia Erro Consoante Propaganda Linguística Acentuação Tela Paragrafação Ordenação Detalhe RegularCartaz Sucesso Periódico Carta Pós-Graduação Igual Rascunho Etiqueta Versão Envelope Ofício Reprográfica ReescreverMemorando Relatório Cópia Digitação Reprografia Mensagem Irregular Antigo Sistema Rótulo Embalagem VocábuloSenso Publicidade Direito Neologismo Conhecimento X ou Z Bula Jargão Morfema Cultura Cartão de VisitaResultado Ò  Revisão de Texto


 joralimaTEXTO Jorge Alves de Lima  [bacharel e licenciado – USP]


joralima@usp.br
joralima@gmail.com
skype Ò joralima
MSNÒ joralima
twitter Ò joralima
blogue Ò http://joralimatexto.blogspot.com           
celular Ò (11) 9830 1678 [Vivo]
Filipenses 4:8

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Sou da Paz

Olá, em primeiro lugar um excelente 2011.

Em nome de todo Instituto, gostaria de agradecer o seu interesse em contribuir com o trabalho desenvolvido pelo Sou da Paz.

Para nós, sua iniciativa é motivo de comemoração! E sua disponibilidade representa a possibilidade de agregarmos mais um ator na difícil, mas sempre tão almejada, construção da paz no Brasil.

O Sou da Paz acredita que ser um voluntário é, antes de tudo, fixar um compromisso com uma causa e ideal determinados. Por este motivo, pretendemos estabelecer fiéis parceiros que compartilham de uma mesma ideologia e que podem ser agentes desta causa onde quer que estejam.

Para isso você deve ler o texto abaixo para conhecer a história do Instituto, a ideologia que o permeia e o trabalho que realizamos. O texto contém informações que julgamos essenciais para sua capacitação como nosso voluntário. É muito importante que você leia esse texto para entender melhor como trabalha e também que idéias e propostas o Instituto Sou da Paz defende. Assim você poderá verificar se concorda com nossas idéias e ações.

Além disso, gostaríamos de convidar você a participar da próxima reunião mensal de voluntários aqui na nossa sede (Vila Madalena - Rua Luiz Murat, 260 - Casa Laranja em frente ao Cemitério São Paulo). Logo você receberá um e-mail informando a data da próxima reunião. Neste momento você poderá conhecer melhor a nossa equipe.

Gostaria de ressaltar que sua presença na reunião é muito importante: primeiramente para você aprender como os voluntários do Instituto atuam e porque a troca de idéias e o contato são fundamentais no trabalho voluntário!

Até breve,

Janaina Baladez
Coordenadora de Voluntariado

Janaina@soudapaz.org



_______________________________________________________________________


Instituto Sou da Paz

O Instituto Sou da Paz surgiu da “Campanha Sou da Paz pelo Desarmamento” iniciada em 1997 e hoje é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sediada em São Paulo e comprometida com a redução da violência no Brasil.

Fundado em 1999, o Instituto Sou da Paz tem como missão “contribuir para a efetivação no Brasil de políticas públicas de segurança e prevenção da violência que sejam eficazes e pautadas pelos valores da democracia, da justiça social e dos direitos humanos, por meio da mobilização da sociedade e do Estado e da implementação e difusão de práticas inovadoras nessa área.”.

Para atingir sua missão, o Instituto Sou da Paz trabalha em quatro áreas distintas, porém complementares e integradas entre si: controle de armas, adolescência e juventude, polícia e gestão local de segurança pública. Cada uma destas áreas desenvolve projetos com os públicos e nos locais mais afetados pela violência, além de campanhas e atividades de mobilização e conscientização da opinião pública.

“Controle de Armas”
Todos os dias, 100 brasileiros perdem a vida por causa de uma arma de fogo. O elevado número de armas em circulação, somado ao pouco controle sobre quem vende, quem compra e como elas são utilizadas, e a uma cultura que valoriza a arma como instrumento de poder e defesa, contribuem para essa tragédia cotidiana.
Quando os governos estabelecem regras mais rígidas para a compra e o uso de armas de fogo, melhoram a fiscalização deste produto e estimulam as pessoas a entregar suas armas, isso tem um efeito na redução dos homicídios
Por isso, os projetos e ações do Instituto Sou da Paz nesta área buscam fortalecer a regulamentação do governo sobre o comércio e a circulação de armas de fogo, além de desestimular as pessoas a usarem uma arma. A área atua tanto em âmbito nacional, como para que os países vizinhos adotem medidas semelhantes.
E como o comércio de armas está cada vez mais globalizado, o Sou da Paz trabalha junto à ONU para criar regras que controlem as transações internacionais

“Polícia”
A Polícia é o órgão responsável pela segurança dos cidadãos. Assim, um trabalho para melhorar a segurança pública no país deve envolver esta instituição, para que ela aperfeiçoe sua atuação e dê conta dos desafios que a violência impõe.
Quando a Polícia atua de forma inteligente e com foco na prevenção, usando da melhor maneira seus recursos e agindo antes que os crimes aconteçam, consegue resultados realmente eficazes. Para isso, precisa agir cada vez mais integrada com outros setores e estar próxima da comunidade.
Os projetos da área de Polícia do Instituto Sou da Paz buscam fortalecer e valorizar as iniciativas policiais que seguem estas diretrizes, reconhecendo publicamente e disseminando o bom trabalho desenvolvido


“Adolescência e Juventude”
Os jovens moradores das periferias são os mais atingidos pela violência e pela exclusão social. A violência é muitas vezes a linguagem pela qual se estabelecem as relações cotidianas e a busca pela afirmação da identidade, especialmente nesta fase da vida.
Os projetos do Instituto Sou da Paz na área de Adolescência e Juventude pretendem ampliar o repertório dos  adolescentes e jovens, para que desenvolvam outras maneiras de resolver os conflitos e conquistar seus direitos: pela mobilização, pelo diálogo e pelo associativismo. Além disso, buscam estimular o protagonismo juvenil e a formação de lideranças positivas que se engajem na transformação de suas comunidades.

“Gestão local da segurança pública”
A Prefeitura é a esfera do governo mais próxima da população e é responsável por medidas que têm muito potencial para prevenir a violência. Iluminar ruas e espaços públicos, limpar terrenos baldios, implementar projetos sociais, construir espaços de convivência, investir na formação das Guardas Municipais, são ações que cabem ao governo municipal e que podem promover a segurança das comunidades.
O Sou da Paz aposta no potencial dos municípios e assessora as Prefeituras na realização de diagnósticos da violência, na construção de planos de prevenção e na implementação destes planos. Além disso, realiza oficinas, encontros e seminários de formação para estimular os governos municipais a assumir esse papel.


Conheça mais sobre o Instituto Sou da Paz: www.soudapaz.org

Cursos de Filosofia

CURSOS LIVRES DE FILOSOFIA





Sábado:
 Representação e Diferença na Filosofia
Terça-feira:
 A Filosofia de Spinoza
Quarta-feira: Duração, Memória e Impulso Vital em Bergson
Quinta-feira: Nietzsche e moral judaico-cristã


REPRESENTAÇÃO E DIFERENÇA NA FILOSOFIA




Aula em 05/02: Platão e o nascimento da representação


A influência de Sócrates: a busca da verdade, da unidade e da essência das virtudes particulares. A oposição aos sofistas: episteme vs doxa. Além do socratismo: a doutrina das Idéias. Divisão entre inteligível e sensível, modelo e reprodução, original e cópia, essência e aparência. A divisão do mundo sensível: as cópias-ícones e os simulacros-fantasmas. A cidade ideal, o rei-filósofo e a contemplação da Idéia do Bem: o mito da caverna.





 
Aula em 12/02: Nietzsche e a crítica radical da representação


Os valores como sintomas de afirmação ou de negação do mundo imanente. Ressentimento, vontade de verdade, transcendência e moral: o niilismo na filosofia. O eterno retorno da diferença como subversão da identidade. A vida como invenção de si, sem submeter-se à representação: a redenção do passado e a criação do futuro.



Aula em 19/02: Spinoza e o Deus imanente


A oposição a qualquer analogia da criatura com o criador: a crítica ao Deus teológico. Deus ou Natureza como causa de si e de tudo que existe. A mente humana como potência de conhecer o Deus imanente - o conhecimento adequado não está dado, mas é produzido através das maneiras de viver. O homem livre como produtor de si, como causa ativa das suas modificações. A experiência da eternidade em vida como oposição à noção da imortalidade da alma além da vida.  







Aula em 26/02: Deleuze & Guattari e o inconsciente produtivo


A crítica à concepção psicanalítica do inconsciente como representação: complexo de Édipo, neurotização, captura do desejo. A produção molecular do inconsciente: desejo, agenciamento, linha de fuga, desterritorialização, criação do corpo sem órgãos. Devires e experiência do caos.




O curso é destinado a universitários, pós-graduandos, profissionais de diferentes áreas e interessados em geral. Não é necessário ter formação em filosofia para participar. 



Início: 05 de Fevereiro de 2011
Horário: aos sábados, das 15h às 17h30
Duração: 4 aulas
Valor : R$ 140,00
Endereço: Av. Ipiranga 200 (Ed. Copan), República, São Paulo - SP - ver mapa

Inscrições: amaureks@gmail.com ou (11) 9599-2079



A FILOSOFIA DE SPINOZA


Substância, atributo e modo. Mente, corpo, imaginação e memória. As três ilusões da consciência. Os gêneros de conhecimento: imaginário (noções universais), racional (noções comuns) e intuitivo. Afetos-paixões e afetos-ações. Estado natural e estado civil. Conhecimento e liberdade.

As aulas serão expositivas, com comentários e problematizações a partir de trechos selecionados das seguintes obras de Benedictus de Spinoza (1632-1677): Tratado da correção do intelectoTratado teológico-político e Ética. O curso é destinado a universitários, pós-graduandos, profissionais de diferentes áreas e interessados em geral. Não é necessário ter formação em filosofia para participar.


Início: 01 de Fevereiro de 2011
Horário: às terças-feiras, das 20h às 22h
Duração: 1 semestre
Valor: R$ 140,00 mensais
Local: Av. Higienópolis 370 (próx. à Universidade Mackenzie e Metrô Santa Cecília),
Higienópolis, São Paulo - SP - ver mapa
 

Inscrições: amaureks@gmail.com ou (11) 9599-2079



DURAÇÃO, MEMÓRIA E IMPULSO VITAL EM BERGSON


Matéria, percepção, afecção e memória. Multiplicidade quantitativa e multiplicidade qualitativa. Ilusões da consciência reflexiva: quantificação dos estados psicológicos, justaposição dos estados de consciência e espacialização do tempo. Indeterminação e liberdade. A evolução criadora e o elã vital.

As aulas serão expositivas, com comentários e problematizações a partir de trechos selecionados das seguintes obras de Henri Bergson (1859-1941): Ensaio sobre os dados imediatos da consciênciaMatéria e memória e A evolução criadora. O curso é destinado a universitários, pós-graduandos, profissionais de diferentes áreas e interessados em geral. Não é necessário ter formação em filosofia para participar.


Início: 02 de Fevereiro de 2011
Horário: às quartas-feiras, das 20h às 22h
Valor: R$ 140,00 mensais
Duração: 1 semestre
Local: Solaris Psicologia. Rua Joaquim Guarani 559
(altura do nº 5000 da Av. Santo Amaro), Brooklin, São Paulo - SP - ver mapa


Inscrições:  amaureks@gmail.com ou (11) 9599-2079


NIETZSCHE E A MORAL JUDAICO-CRISTÃ


A inversão dos valores nascida do ressentimento. Bem e mal, bom e ruim. A psicologia do sacerdote e a psicologia do Redentor. O Jesus de Nazaré e o Jesus do Cristianismo:  Paulo e o seu golpe de gênio. Culpa, dívida infinita e domesticação do homem contemporâneo.

Aulas com comentários e problematizações a partir de trechos selecionados das obras Genealogia da moral e O anticristo. O curso é destinado a universitários, pós-graduandos, profissionais de diferentes áreas e interessados em geral. Não é necessário ter formação em filosofia para participar.


Início: 03 de Fevereiro de 2011
Horário: às quintas-feiras, das 20h às 22h
Duração: 1 semestre
Valor: R$ 140,00 mensais
Local: Rua Prof. Atílio Innocenti 243, casa 1, Itaim Bibi, São Paulo - SP - ver mapa


Inscrições: amaureks@gmail.com ou (11) 9599-2079




As aulas de todos os cursos serão gravadas e os áudios serão disponibilizados aos participantes
.


Amauri Ferreira é filósofo e escritor.
Ministra cursos, palestras e coordena grupos de estudos.
É autor de livros sobre a filosofia de Nietzsche e de Spinoza.
É também autor de artigos publicados pela revista Filosofia, da editora Escala.